Acertado com BNDES, Sanchez revela aproximação da Itaipava com a Arena

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

De acordo com o ex-presidente corintiano, responsável pelos assuntos do novo estádio do clube, os R$ 400 milhões para o término da praça desportiva já estão garantidos

Imagem da Arena Corinthians, em Itaquera, publicada nesta terça-feira, no twitter oficial do clube. Foto: DivulgaçãoFesta dos 103 anos do Corinthians ocorreu nas obras do estádio de Itaquera. Foto: Mauro Horita/Agência CorinthiansArena Corinthians, vista das arquibancadas. Estádio será o palco do jogo de abertura da Copa 2014. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG São PauloPrimeiras cadeiras são instaladas e gramado é demarcado. Foto: Divulgação/OdebrechtEstádio do Corinthians tem mais de 85% das obras concluídas. Foto: Glauber Queiroz/Portal da Copa/MEEstádio do Corinthians já chegou a 85% de obras concluídas. Foto: Getty ImagesEstádio de Itaquera deve ser entregue em dezembro . Foto: Getty ImagesConstrutora concluiu os 20 módulos da cobertura do estádio. Foto: Divulgação/Comitê Paulista da CopaIçamento de módulos da cobertura oeste da Arena Corinthians em março de 2013. Foto: Marcos Favari/OdebrechtOito módulos de cobertura restantes serão instalados no setor oeste até o final do mês de abril. Foto: Marcos Favari/OdebrechtO guindaste responsável pela colocação dos módulos da estrutura metálica da cobertura do prédio leste. O nono, e último módulo do setor, será colocado neste mês.. Foto: OdebrechtArena do Corinthians em Itaquera já ganha cara de um verdadeiro estádio. Foto: OdebrechtVista da arquibancada central da Arena Corinthians, já com sustentação para a cobertura. Foto: OdebrechtObras do estádio do Corinthians em Itaquera. Foto: OdebrechtVista parcial do estádio do Corinthians. Foto: OdebrechtParte final da construção do encontro das arquibancadas. Foto: OdebrechtArquibancadas e a estrutura metálica de sustentação da cobertura. Foto: OdebrechtObras internas do estádio. Na foto, entrada de um dos banheiros. Foto: OdebrechtVista centralizada de parte do local onde ficará o campo do estádio.. Foto: OdebrechtVista parcial das arquibancadas do estádio de Itaquera. Capacidade total durante a Copa de 2014 será de 65 mil lugares. Foto: OdebrechtVista parcial das construções internas do estádio corintiano. Foto: OdebrechtConstrução interna do estádio. Foto: OdebrechtO guindaste responsável pela colocação dos módulos da estrutura metálica da cobertura do prédio leste. O nono, e último módulo do setor, será colocado neste mês.. Foto: OdebrechtTubulações da cobertura do estádio. . Foto: Odebrecht

Os torcedores do Corinthians receberam uma ótima notícia na manhã desta quinta-feira: em visita ao futuro estádio do time, Andrés Sanchez, acompanhado pelo governador Geraldo Alckmin, prefeito Fernando Haddad e o ministro Aldo Rebelo, afirmou que o problema com o BNDES está resolvido.

Protesto contra licitação do Maracanã provoca confusão no Palácio Guanabara

Reprodução/Twitter
À esquerda, Frederico Barbosa, da Odebrecht, fala com Alckmin e Haddad durante visita à Itaquera

De acordo com o ex-presidente corintiano, responsável pelos assuntos da Arena Corinthians, os R$ 400 milhões para o término da praça desportiva já estão garantidos. Agora, só falta acertar com um banco repassador, já que esta verba não poderá ser direcionada diretamente ao clube de Parque São Jorge.

Sanchez, que escutou negativas de alguns bancos para este trabalho recentemente, assegurou que as negociações evoluíram em 60%, citando o Banco do Brasil, o Bradesco e até a Caixa Econômica Federal, esta última patrocinadora do clube, como possíveis contratados para repassar o dinheiro.

No último dia 11 de março, em entrevista ao programa Mesa Redonda, da TV Gazeta, Andrés Sanchez disse que, caso o financiamento da linha de crédito especial do BNDES não viesse em um mês, as obras do estádio iriam parar. "Todos sabem que dependemos do financiamento do BNDES", comentou.

Já sobre a empresa que nomeará a Arena, Sanchez revelou que a Itaipava, produto da Cervejaria Petrópolis, é forte candidata. Vale lembrar que a marca já está nos naming rights da Arena Fonte Nova, em Salvador, outro palco da Copa do Mundo de 2014. O setor de aviação não foi descartado por Sanchez.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas