Seedorf evita punição por expulsão polêmica e não desfalca o Botafogo

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Em defesa do holandês, os advogados do clube argumentaram que houve falha de comunicação entre a arbitragem

Bruno Turano/Gazeta Press
Seedorf, meia do Botafogo

O meia holandês Seedorf não vai desfalcar o Botafogo nas próximas rodadas da Taça Rio. O jogador holandês foi apenas advertido no julgamento realizado na noite desta quarta-feira, no Tribunal de Justiça Desportiva.

O meio-campista foi julgado pela expulsão no jogo contra o Madureira. Ele foi enquadrado em dois artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), o 258 (assumir qualquer conduta contrária à ética desportiva) e o 243-F (ofensa à honra).

Em defesa do holandês, os advogados do Botafogo argumentaram que houve falha de comunicação entre a arbitragem (o camisa 10 não seria substituído e, sim, Cidinho) e ressaltou a folha disciplinar do jogador, expulso pela segunda vez em mais de 800 jogos.

Segundo o site Justiça Desportiva, Seedorf prestou depoimento diante dos auditores, explicando sobre sua expulsão. "Ele (árbitro) não quis dialogar comigo. Nunca fui mandado sair por outro lado de campo. Para mim foi normal. Essa é a minha cultura e eu estava tentando explicar o motivo de sair pelo outro lado. Em nenhum momento eu quis desrespeitá-lo", defendeu-se.

Leia tudo sobre: botafogoseedorf

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas