Um bom placar nesta quarta-feira deve render ao Corinthians a terceira melhor campanha da fase de grupos da Libertadores

Tite e Guerrero em treino do Corinthians
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Tite e Guerrero em treino do Corinthians

Foram várias as dificuldades encontradas pelo Corinthians na fase de grupos da Copa Libertadores. A campanha começou com um empate na altitude - no qual morreu o garoto boliviano Kevin Beltrán -, teve o fim de uma longa invencibilidade na competição em um péssimo campo de grama sintética e uma enxurrada de lesões. Mesmo assim, diferentemente dos rivais São Paulo e Palmeiras, chega à última rodada classificado às oitavas de final. Uma vitória sobre o frágil San José no Pacaembu provavelmente dará à equipe a primeira colocação do Grupo 5, algo bastante valorizado por Tite.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Terminar essa fase em primeiro vai ser um sinal de maturidade muito grande da equipe. O grupo passou por inúmeras dificuldades, tudo o que você puder imaginar. Passar na liderança, tendo um bom desempenho, vencendo esse último jogo, vai ser algo que tem de ser apreciado", comentou o treinador. Um bom placar na quarta-feira deve render ao Timão a terceira melhor campanha da fase de grupos. Isso significa decidir em casa as oitavas de final e, em caso de classificação, as quartas de final. Dependendo do desempenho, é possível repetir 2012 e fechar todos os mata-matas no Pacaembu.

Leia mais: Vasco envia condições ao Corinthians para liberar Dedé

"Nos diversos campeonatos de que participei, já ganhei tendo a vantagem ou não. Pelo Grêmio, contra o próprio Corinthians (na Copa do Brasil de 2001), empatamos em casa por 2 a 2 e fomos campeões em São Paulo. Depende muito da maturidade da equipe. De qualquer maneira, prefiro sempre os jogos decisivos na minha casa. O fator torcida no Pacaembu é muito forte", afirmou Tite.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.