"Estilo Corinthians", de sistema defensivo composto por todos jogadores, gera estatística atípica e comprova força de discurso de Tite

Tite orienta Guerrero em treino do Corinthians
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Tite orienta Guerrero em treino do Corinthians

Nenhum jogador de time de brasileiro fez mais faltas nos jogos da Libertadores do que o atacante Paolo Guerrero, do Corinthians . Foram 13 em quatro jogos, estatística levantada pelo Footstats . É o atacante do torneio com mais faltas cometidas. No Paulistão são 32 faltas em 11 jogos.

O número - atípico para um atacante - combinado aos da defesa corintiana na Libertadores e no Paulistão, reforçam um ponto: Tite consegue criar um esquema defensivo forte em todos os setores do campo obrigando seus atacantes a marcarem. Foram dois gols sofridos no torneio até aqui, o melhor desempenho entre os 32 times da fase de grupos. Em 2012 o time foi campeão sofrendo quatro gols em 14 jogos. No Paulistão só a Ponte Preta tem menos gols sofridos que o Corinthians: 13 para o time de Campinas e 14 para os corintianos.

Deixe seu comentário para esta notícia. Você gosta do estilo de Guerrero no Corinthians?

"A gente trabalha muito em cima de um time equilibrado. Todo mundo marca e a gente cobra dos atletas. Veio o Emerson, que nunca teve que marcar jogando no Japão, nos Emirados, está marcando. Depois o Guerrero, que na Alemanha não tinha que marca, está ainda numa fase de adaptação. Ele está se adaptando a uma função e por isso acaba fazendo mais faltas", disse Cléber Xavier, auxiliar técnico de Tite.

O treinador completa: "A gente pede sempre para competir com lealdade. O atacante às vezes vai com vontade demais e acaba saindo a falta, mas nunca com maldade", disse técnico corintiano.

Na Alemanha, onde defendeu Bayern de Munique e Hamburgo, Guerrero ficou marcado pelo pavio curto e por faltas violentas . No Corinthians, apesar do grande número de infrações, o atacante tem cometido "faltas de jogo". "A recomendação é combater na defesa do adversário, tirar a saída do volante. E ele vai nos ajudando muito", disse Xavier. O peruano está pendurado na Libertadores com dois cartões amarelos.

"Não nos preocupa esse dado. A gente fica feliz em vê-lo cumprindo a função dele. Com o Pato também terá de fazer e estamos buscando que faça isso, com equilibro, não atacar com todo mundo, mas seis, sete, mas todos, sem a posse de bola, pressionando na marcação para ter o contra-ataque", disse Xavier, que lembra que a dedicação de Guerrero à marcação não tem atrapalhado se desempenho ofensivo: são três gols em quatro jogos.

O peruano é quarto jogador que mais comete faltas no torneio. Os três primeiros são volantes:  Pablo Pérez, do Newell's Old Boys (18), Cristian Pellerano, do Tijuana (18) e Fernando Manríquez, do Iquique, (16). No Corinthians, Paulinho e Alessandro seguem Guerrero como os que mais fazem faltas na Libertadores: 11 para o volante e nove para o lateral-direito. 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.