Perto da volta, Cássio culpa dores por falhas e ‘esquece’ rivais

Por Gazeta | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

A última das lesões aconteceu há cinco dias, durante a vitória por 1 a 0 sobre o Millonarios-COL, quando ele lesionou o punho esquerdo

Cássio comemora o gol de Guerrero na final do Mundial. Foto: Alan Morici / Ag. O DiaNo mesmo jogo contra o Chelsea, Cassio fez milagres, como neste lance no início do jogo. Foto: ReutersMerecidamente, Cássio foi eleito o melhor jogador do Mundial pela Fifa. Foto: AFPJà no Brasil, Cássio manda beijinhos para a torcida na comemoração do Corinthians em São Paulo. Foto: Douglas Aby Saber/Ag. O DiaCom Julio Cesar, Cássio exibe a taça do Mundial. Foto: Reprodução/InstagramCassio treina no Japão antes da estreia no Mundial. Foto: APGoleiro teve lesão no ombro durante o torneio, mas jogou mesmo assim. Foto: APNo Japão, Cássio foi um dos jogadores mais assediados pelos torcedores. Foto: APCássio cumprimenta torcedor no desembarque do Corinthians em Tóquio. Foto: APCassio em treino do Corinthians em Dubai, primeira escala antes da chegada ao Japão. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansAntes do embarque, Cássio e outros corintianos receberam as bênçãos do Padre Marcelo Rossi. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansCássio exibe suas luvas caracterizadas para o Mundial de Clubes. Foto: Divulgação/NikeCássio foi caracterizado como Frankenstein no "Halloween corintiano". Foto: Reprodução/TwitterO goleiro Cássio, do Corinthians, em disputa com vascaíno. Foto: Rafael Neddermeyer/Agência O DiaO goleiro Cássio treina no Corinthians. Foto: RAFAEL NEDDERMEYER/Marca BrasilCássio conversa com Liédson. Foto: Gazeta PressCássio corta cruzamento em treino da seleção. Foto: Gazeta PressDanilo, Cássio e Douglas também pagaram de modelo para campanha do Corinthians. Foto: DivulgaçãoOs corintianos Paulinho e Cássio treinam no CT são-paulino de Cotia. Foto: Gazeta PressCássio e Fred se "enfrentaram" antes e depois do jogo entre Fluminense e Corinthians, na quarta. Foto: PhotocameraO goleiro Cássio voltou a ter boa atuação pelo Corinthians. Foto: Futura PressGoleiro Cássio observa posicionamento dos companheiros antes de repor a bola em jogo. Foto: Gazeta PressCássio tenta cortar o cruzamento do Botafogo. Foto: Gazeta PressCássio vibra na vitória do Corinthians sobre o Boca Juniors. Foto: ReutersCássio agarra a bola e evita a chegada de Riquelme. Foto: APCássio em ação no jogo de ida contra o Santos. Foto: EFECássio intercepta cruzamento no primeiro tempo. Foto: Gazeta PressCássio deve repetir estratégia que parou Diego Souza contra Neymar. Foto: APO goleiro Cássio comemora a classificação. Foto: Gazeta PressCássio teve atuação de destaque pelo Corinthians. Foto: AECássio teve mais uma atuação tranquila no gol do Corinthians. Foto: AEO goleiro Cássio fez sua estreia pelo Corinthians no Pacaembu. Foto: Futura PressFelipe e Cássio foram apresentados. Foto: AEPaulo André e Cássio, novo goleiro do Corinthians. Foto: DivulgaçãoCássio, de 24 anos, defendeu o PSV Eindhoven e chega para substituir Renan. Foto: Getty Images

A temporada de 2013 ainda não tem sido o que Cássio esperava, quando se sagrou campeão e ídolo corintiano no final do ano passado, após a conquista do Mundial de Clubes. Mas a mesma tranqüilidade que mostra quando está em campo, ele apresentou nessa segunda-feira, ao explicar as falhas que cometeu, colocadas na conta das três lesões que sofreu nos primeiros meses do ano.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

“Fico triste, mas isso pode acontecer. Tenho que tentar me recuperar o mais rapidamente possível. Para jogar ,a gente tem que fazer escolhas, e eu optei jogar com dores. Essas falhas acontecem, e não sou o único goleiro que erra. Como profissional, tenho que tentar tirar o lado positivo desses erros”, afirmou.

A última das lesões aconteceu há cinco dias, durante a vitória por 1 a 0 sobre o Millonarios-COL, quando ele lesionou o punho esquerdo, o qual segue imobilizado. Embora não tenha presença confirmada na partida contra o San José-BOL, na próxima quarta-feira, Cássio sabe que o retorno está mais uma vez próximo, no mais tardar nas oitavas de final de Libertadores – etapa para a qual prefere não escolher um adversário.

Leia mais: Paulinho e Pato apresentam novas camisas do Corinthians

“Não existe mais jogo fácil. Todos os times são complicados, principalmente quando jogamos fora. Eles crescem muito em casa, têm torcidas que são fantásticas, parecidas com a nossa, que empurram e ajudam. Acredito que a segunda fase é um campeonato à parte, com erro zero”, disse.

A indiferença pelo adversário se estendeu até ao arquirrival São Paulo: “É uma equipe que, caso se classifique, vai dar trabalho, porque tem tradição, muitos títulos e merece respeito. Mas nós não temos que ficar pensando em quem vamos enfrentar, temos que trabalhar para ganhar e chegar ao bicampeonato”, afirmou.

Veja também: Pato agradece ao Corinthians por “encontrar o que faltava no Milan”

O jogo contra o San José será disputado ás 22 horas (de Brasília) desta quarta, no Pacaembu, e será válido pela última rodada da fase de grupos. O Timão, já classificado, é o líder do Grupo 5, com os mesmos dez pontos do Tijuana-MEX, mas leva vantagem nos critérios de desempate. Agora, a equipe do Parque São Jorge busca uma vitória para se garantir entre os melhores primeiros colocados.

Leia tudo sobre: CorinthiansCássioigspcopa libertadores 2013

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas