Kleina treina com três zagueiros e varia tática com Kleber e Wesley

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

A novidade na defesa é a manutenção de Marcelo Oliveira na defesa. O volante de origem atuou pela esquerda da retaguarda, com Maurício Ramos na sobra e Henrique pela direita

Charles comemora seu gol com o técnico Gilson Kleina. Foto: Paulo Whitaker/ReutersEm Itu, Kleina comanda seu primeiro treino do Palmeiras. Foto: Gazeta PressGilson Kleina é apresentado no Palmeiras. Foto: Gazeta PressGilson Kleina, anunciado nesta segunda-feira como novo técnico do Fluminense. Foto: Gazeta PressTécnico Gilson Kleina durante treino da Ponte Preta. Foto: DivulgaçãoGílson Kleina, o novo treinador do Palmeiras. Foto: Gazeta PressKleina terá sua primeira chance em um time grande. Foto: Gazeta PressKleina: padrinho de casamento do meia Alex. Foto: Francisco De LaurentiisGilson Kleina orienta o time do Palmeiras . Foto: Gazeta PressGilson Kleina conversa com os demais integrantes da comissão técnico do Palmeiras nesta sexta (16). Foto: Rafael Neddermeyer/Agência O DiaGilson Kleina considerou o resultado injusto. Foto: Gazeta PressGilson Kleina observa a estreia do Palmeiras na Libertadores. Foto: Gazeta PressGilson Kleina. Foto: Divulgação/PalmeirasGilson Kleina reclama de oportunidade perdida por Kleber, pouco antes do gol do Tigre . Foto: Victor R. Caivano/AP

Gilson Kleina resolveu inovar para o confronto direto pela liderança do grupo 2 da Libertadores, nesta quinta-feira, contra o Libertad, no Pacaembu. O técnico do Palmeiras treinou o time na manhã desta terça-feira com três zagueiros, alternando 3-5-2 com 3-6-1 e trocando Kleber por Wesley ao longo da atividade.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

A novidade na defesa é a manutenção de Marcelo Oliveira na defesa. O volante de origem atuou pela esquerda da retaguarda, com Maurício Ramos na sobra e Henrique, recuperado de lesão na coxa direita, pela direita. A alternativa serve para barrar a estratégia do time paraguaio, que costuma atuar com duas pontas.

Na parte ofensiva, Ayrton e Juninho, melhores ao atacar, ganharam mais liberdade atuando como alas. Márcio Araújo ficou recuado para ajudar o trio de zagueiros e Charles e Souza ajudavam os alas, com Vinicius se mexendo constantemente para levar a bola a Kleber.

Leia mais: Palmeirenses compram 26 mil ingressos para jogo de quinta-feira

A escalação que começou o coletivo como titular foi: Prass; Henrique, Maurício Ramos e Marcelo Oliveira; Ayrton, Márcio Araújo, Charles, Souza e Juninho; Vinicius e Kleber. Mas o centroavante, que sofre com tendinite no joelho direito e não atua há cinco jogos, não participou da segunda parte do treinamento por opção de Kleina.

No lugar de Kleber, entrou Wesley, alterando a tática para o 3-6-1 com mais movimentação para ajudar Vinicius na frente. O volante, vetado das duas últimas partidas, está à disposição depois de se recuperar de contusão na coxa direita.

Já os reservas começaram o coletivo com Bruno; Weldinho, Luiz Gustavo, Marcos Vinícius e Wendel; João Denoni e Bruno Dybal; Wesley, Tiago Real e Diego Souza; Emerson. Depois, com Kleber sendo sacado do treinamento, o lateral esquerdo entrou no lugar de Wesley, com Wendel passando ao meio-campo.

Veja também: Após cobranças, Palmeiras já vê "duas grandes equipes" em seu elenco

Entre os que não atuaram no coletivo e ainda têm chances de enfrentar o Libertad está Caio. O centroavante sofre com um edema na coxa esquerda que o obrigou a pedir substituição na vitória sobre a Ponte Preta, no domingo, e realiza tratamento intensivo para estar à disposição.

Sem condições de jogo, Leandro, Rondinelly, André Luiz e Vilson treinaram finalizações contra os goleiros Raphael Alemão e Fábio em um campo separado. Dos quatro, Vilson cumpre suspensão na quinta-feira e os outros três não estão inscritos, assim como Léo Gago, que não apareceu para treinar no gramado.

Já vetados para o jogo, Valdivia (lesão na coxa direita), Patrick Vieira (contusão na coxa esquerda), Maikon Leite (machucado no tornozelo direito) e Edilson (com problema no tornozelo direito) trabalharam nas dependências internas na Academia de Futebol - o chileno ainda terminou a manhã correndo no gramado.

Leia tudo sobre: PalmeirasKleinaCopa Libertadores 2013igsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas