Ferj ouve críticas do Flamengo por não liberar jogos fora do Rio

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Equipe carioca quer mandar a partida de volta diante do Remo em Juiz de Fora, Minas Gerais

Com a confirmação da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) de que o jogo de volta contra o Remo pela Copa do Brasil será disputado em Volta Redonda, o Flamengo decidiu reclamar. O time carioca criticou a postura irredutível da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro por não aceitar os pedidos para mandar o duelo em Minas Gerais.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

A intenção dos rubro-negros era enfrentar os paraenses na cidade mineira de Juiz de Fora, reduto de torcedores do clube da Gávea. O presidente da Ferj, Rubens Lopes, decidiu por não permitir a alteração do local da partida e teve a postura repreendida pelo vice-presidente de futebol do Fla, Wallim Vasconcellos.

"Tínhamos uma boa proposta de Juiz de Fora, mas a federação não quer ajudar. Não sei se tem algum problema em relação ao nosso clube. A federação só é forte se o clubes forem fortes. Disseram que será em Volta Redonda e que o Rubens Lopes está irredutível. Se quiser jogar no Nordeste, o Flamengo deveria poder, mas depende da federação", lamentou o dirigente.

Wallim destacou que uma partida fora do Rio de Janeiro traria benefícios financeiros para o Rubro-Negro, já que o Engenhão segue interditado. Sem obter sucesso nos bastidores, o Fla terá de entrar em campo no gramado do Raulino de Oliveira às 22 horas (de Brasília) do próximo dia 17.

Leia tudo sobre: ferjflamengocopa do brasil 2013

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas