Neymar diz que vai se “doar” por Tata e vê dificuldades diante Flamengo-PI

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Atacante do Santos e seus companheiros de equipe terão a ausência de Muricy Ramalho no banco na estreia da Copa do Brasil

WAGNER CARMO / Gazeta Press
Neymar marcou de falta o gol de empate do Santos contra o São Caetano

Principal jogador do Santos, o atacante Neymar admitiu que será uma situação inusitada para a equipe atuar diante do Flamengo-PI, na próxima quarta-feira, no Estádio Albertão, sem a presença do técnico Muricy Ramalho no banco de reservas. Como o treinador seguiu orientação médica e não viajou para Teresina (PI), após ser internado com um quadro de diverticulite na última sexta e receber alta no domingo, o auxiliar técnico Tata irá comandar o Peixe contra os nordestinos, na estreia na Copa do Brasil.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"É uma coisa nova, não estou muito acostumado com isso, mas o respeito é o mesmo. Do mesmo jeito que nos doamos pelo Muricy vamos nos doar pelo Tata. Vamos procurar fazer o nosso máximo e ver o que vai acontecer", disse o atacante, durante o embarque santista para a capital piauiense.

Indagado sobre a partida, Neymar acredita que o Flamengo-PI irá fazer o possível para tentar surpreender o time santista. Até porque, caso os alvinegros ganhem por dois ou mais gols de diferença, estarão classificados para a segunda fase da competição.

"As dificuldades vão ser grandes. Todo mundo quando joga contra o Santos quer vencer e mostrar o seu trabalho, mas se fizermos o nosso trabalho direitinho vai dar tudo certo", concluiu.

Leia tudo sobre: NeymarTataSantosigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas