Aposta do treinador deu certo, a equipe derrotou a Ponte Preta por 2 a 1, garantiu a classificação para as quartas de final do Paulista

Mesmo precisando atuar contra o único invicto do Campeonato Paulista, Gilson Kleina optou por escalar o Palmeiras com um time misto. A aposta deu certo, a equipe derrotou a Ponte Preta por 2 a 1, garantiu a classificação para as quartas de final do Campeonato Paulista e os jogadores agradaram ao treinador, que se mostrou satisfeito pelos reservas conseguirem gerar dúvidas em suas escalações.

Leia mais: Palmeiras derruba ex-invicta Ponte Preta e se garante na segunda fase

"O elenco está criando dúvida nas minhas escalações. Fico muito satisfeito quando um jogador que não está com uma sequência de partidas recebe uma chance e faz valer a oportunidade. Quem está fora, no banco, vem crescendo muito", comentou o treinador.

A partida significou o fim de uma invencibilidade histórica da Macaca: os 19 jogos sem derrota em todas as competições contando o final do Campeonato Brasileiro do ano passado significaram a maior sequência invicta da equipe. No Paulista, foram 16 partidas sem perder.

No entanto, o comandante alviverde deu mais importância à classificação no Paulista do que a quebra da invencibilidade do adversário. "O mais importante foi a classificação. Precisávamos de uma vitória contra uma equipe invicta e conseguimos tirar a hegemonia. Foi um jogo difícil, sabemos a força da Ponte, mas competimos muito e conseguimos o resultado. Agora, o objetivo é buscar o G-4", afirmou o comandante alviverde.

O jogo também significou o retorno de Kleina ao estádio Moisés Lucarelli. O treinador comandou a equipe entre novembro de 2010 e setembro de 2012 e voltou ao Majestoso pela primeira vez. Parte da torcida chegou a planejar arremessar moedas no gramado, mas, no final, o palmeirense analisou a recepção como positiva.

"Foram quase dois anos de alegria, tivemos muitas conquistas. Fui bem recebido, o comportamento da torcida foi bom. Esse comportamento (de não atirar objetos) deve ser mantido em qualquer lugar do mundo. Ninguém deve ser machucado", comentou Gilson.

O Palmeiras soma 31 pontos na sexta posição do Campeonato Paulista. No domingo, às 16 horas (de Brasília), a equipe enfrenta o Guarani no Pacaembu pela 18ª rodada da competição.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.