Após desacato a policial, presidente dá respaldo a Neto Baiano

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Atacante se envolveu em um acidente, não quis fazer o teste do bafômetro e teve um desentendimento com policiais

Divulgação/Goiás
Neto Baiano, atacante do Goiás

Em boa fase no campeonato estadual, o Goiás viveu um final de semana conturbado. No sábado, o Esmeraldino não passou de empate, em 2 a 2, com o rival Atlético-GO. Irritado com o jogo, o treinador Enderson Moreira discutiu com o repórter e saiu de campo sem dar explicações à imprensa. Na madruga de domingo, o atacante Neto Baiano se envolveu em um acidente, foi preso, pagou a fiança e logo foi liberando, gerando especulações sobre o caso. Desta forma, João Bosco Luz concedeu entrevista nesta segunda-feira para amenizar a situação.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Em relação ao atacante Neto Baiano, o mandatário esmeraldino admitiu que realmente houve o acidente, mas colocou fim às especulações alegando que o jogador não estava embriagado. Além disso, também descartou qualquer possibilidade de desligamento do atleta com o Goiás por causa do episódio.

“O Neto Baiano teve um pequeno problema, houve realmente este episódio. Ele estava com sua esposa, bateu seu carro em uma rotatória, o pneu acabou furado e foi abordado pela polícia, que não fez o teste do bafômetro. Ele foi detido, mas não estava embriagado como foi divulgado. Houve um desentendimento e ele foi para a delegacia, mas pagou a fiança e foi embora. Ele teve todo o respaldo do Goiás e continuará tendo. O importante é dar apoio nesse momento”.

Veja fotos de atletas que tiveram problemas com a Justiça:

Jóbson já foi para a delegacia acusado de agredir a mulher, e agora teria desacatado policiais. Foto: Adriano Lima / News Free/Gazeta PressOscar Pistoris matou a tiros a namorada Reeva Steenkamp. Foto: APWillians foi denunciado pela polícia italiana por dirigir alcoolizado e sem carteira de habilitação. Foto: VipcommPablo Migliore é suspeito de encobrir um assassinato. Foto: Santiago/Getty ImagesZagueiro italiano Andrea Masiello é condenado a 22 meses de prisão por envolvimento em manipulação de resultados. Foto: Getty ImagesJason Kidd bateu o carro e foi preso por dirigir embriagado. Foto: Getty ImagesViola foi detido com uma pistola calibre 380. Foto: Futura PressJamie Bloem: ex-jogador de rúgbi está sendo investigado por suposto envolvimento sexual com garota menor de idade. Foto: Getty ImagesBreno foi condenado a 3 anos 9 meses de prisão na Alemanha por ter incendiado sua própria casa. Foto: Getty ImagesCasa de Breno após o incêndio. Foto: Getty ImagesEm 2005, zagueiro Desábato foi detido ainda no gramado do Morumbi por proferir ofensas racistas a Grafite. Foto: AEZequinha Barbosa, vice-campeão mundial dos 800m rasos em 1991, foi condenado a cinco anos por pedofilia, mas depois absolvido. Foto: Gazeta PressJoey Porter, ex-jogador de futebol americano que foi preso acusado de dar calote de 70 mil dólares em um casino de Nevada. Foto: Getty ImagesEx-volante Zé Elias passou 30 dias preso por falta de pagamento de pensão alimentícia. Foto: Gazeta PressEm 1992, Mike Tyson foi condenado a seis anos de prisão por ter estuprado uma mulher. Por bom comportamento, cumpriu metade da pena. Foto: AFPSomália mobilizou toda polícia carioca por supostamente ter sofrido um sequestro-relâmpago. Mas o volante confessou que mentiu. Foto: Futura PressQuando defendia o Manchester City, Robinho foi acusado de estupro na Inglaterra. O caso foi arquivado. Foto: Getty ImagesEm 1996, Renato Gaúcho ficou preso por cinco horas por atrasar a pensão da filha Carolina. Foto: AEOJ Simpson chegou a ser condenado por matar a ex-mulher, mas depois foi absolvido. Hoje está preso por assaltar um hotel. Foto: Getty ImagesMichael Vick, que joga pel Eagles na NFL, foi preso em 2007 e cumpriu pena por quase dois anos por organizar brigas de cachorro. Foto: APMarcelinho Paraíba foi indiciado por tentativa de estupro e pode pegar de oito a 12 anos de prisão. Foto: Futura PressAtleticano Mancini foi condenado por estupro na Itália, mas recorre da sentença de três anos de prisão. Foto: Gazeta PressVanderlei Luxemburgo foi flagrado utilizando documentação falsa e foi processado por sonegação fiscal. Foto: AEEm 2011, Kobe Bryant, astro da NBA, teve que se explicar para a polícia por supostamente ter agredido uma pessoa que tentava tirar uma foto sua com celular. Foto: Getty ImagesEx-atacante Guilherme foi condenado a mais de 5 anos de prisão pela morte de duas pessoas em acidente de carro em 2005, mas não chegou a ser preso. Foto: AEEdmundo foi condenado por homicídio culposo em 1995, após matar duas pessoas em acidente de carro. A pena prescreveu e ele não foi preso. Foto: AEEx-goleiro Edinho, filho de Pelé, foi acusado de associação ao tráfico e lavagem de dinheiro. Chegou a ficar preso por alguns meses. Foto: Gazeta PressCésar, ex-lateral esquerdo do São Caetano e Corinthians, chegou a ficar um ano preso por assalto à mão armada. Foto: Getty ImagesCorintiano Leandro Castan teve que se explicar para polícia depois de atirar acidentalmente com arma de pressão em um amigo. Foto: AEGoleiro Bruno segue preso em Minas Gerais, acusado de mandar matar a ex-amante Eliza Samúdio. Foto: AEBrandão, ex-Cruzeiro e Grêmio, foi absolvido das acusações por agressão sexual na França. Foto: Vipcomm

Ao analisar a situação de Enderson Moreira, João Bosco Luz afirmou entender que o comandante esmeraldino estava de cabeça quente. Em defesa do treinador, o presidente alegou que foi um fato isolado, no qual deve ser analisado o lado humano da pessoa, que pode se estressar em algum momento de tensão.

“Para o profissional, chega uma hora que, às vezes, ele não suporta. Todos nós somos pessoas serenas, educadas, mas que, de repente, alguma coisa que não te agride, pode me agredir, e nessa agressão, eu vou revidar. O que aconteceu ali foi uma situação normal onde o Enderson se sentiu agredido na entrevista e não foi discutir o mérito se concordo ou não concordo. Ele respondeu daquela forma num momento de stress e infelizmente aconteceu daquela forma. Eu lamento muito o que aconteceu, mas, neste caso, temos de ver o lado humano da pessoa também”.

Questionado sobre a permanência de Enderson Moreira, que é o líder do Campeonato Goiano com apenas uma derrota na competição, João Bosco Luz garantiu respaldo ao treinador. O mandatário lembrou da atuação de seu comandante fora de campo, já que Enderson Moreira sempre mostrou preocupação em outros setores do clube.

“O Enderson é nosso técnico e tem toda confiança da diretoria. O que ocorre é que o trabalho do treinador vai muito além do campo. Ele é o responsável por tudo que está ligado aos jogadores. Está por dentro do departamento médico e de fisiologia. Tem competições difíceis e ainda sim é muito cobrado, inclusive por mim”.

Leia tudo sobre: neto baianogoiás

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas