Guaru comanda Penapolense e afunda o Guarani na lanterna do Paulistão

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Time de Campinas sofreu nova derrota e estacionou nos 10 pontos, a rabeira do Estadual

A partir deste sábado, o torcedor do Guarani passará a fazer contas para se manter na elite do Campeonato Paulista. Diante do embalado Penapolense no estádio Tenente Carriço, os bugrinos viram o experiente Guaru chamar a responsabilidade para a equipe de Penápolis e decidir a vitória por 3 a 0 pela 17ª rodada.

Aos 32 anos, o armador Guaru comandou as ações capeanas no confronto e marcou o primeiro gol em cobrança de pênalti. Já no segundo tempo, o astro do time aproveitou rebote do goleiro e bateu e para o fundo do gol. Wellyson ainda marcou contra e ajudou a levar o CAP aos 27 pontos. Na oitava posição, agora são três de vantagem para o Bragantino, nono lugar e principal concorrente ao G-8. Os próximos compromissos são contra São Caetano e Santos

Já o Guarani permanece na lanterna e em situação quase irreversível. Os comandados de Paulo Pereira somam apenas dez pontos e terão de torcer por uma derrota do Atlético Sorocaba sobre o Mirassol neste domingo. Uma vitória atleticana aumentaria a diferença para sair da zona de rebaixamento para seis pontos. Além disso, nos dois jogos restantes, contra Palmeiras e União Barbarense seriam mais dez gols a serem descontados no saldo.

O jogo - No primeiro lance do duelo, o Penapolense já deu mostras de que mandaria no Tenentão. O atacante Magrão arriscou chute cruzado e a bola saiu com perigo à meta do goleiro Renan. Sem aliviar, ainda com um minuto de jogo, o lateral Rodrigo Biro caiu na área e o juiz aplicou cartão amarelo por simulação.

Já aos 31 minutos, no entanto, o árbitro não perdoou a imprudência da defesa do Guarani e marcou penalidade máxima de Cássio em Silvinho. O meia Guaru foi para a cobrança e mandou firme para abrir o placar e fazer a festa da torcida.

A vantagem não fez com que os comandados de Pintado diminuíssem o ritmo de jogo, mas o goleiro Renan e a falta de pontaria do ataque impediram que o duelo fosse decidido ainda no primeiro tempo. Já aos 14 minutos da etapa complementar, o CAP criou nova chance e dessa vez não desperdiçou.

Silvinho disparou em velocidade para puxar contra-ataque pela direita e soltou uma pancada. Renan conseguiu fazer grande defesa no chute cruzado, mas espalmou nos pés de Guaru que, de primeira, balançou as redes campineiras.

Restando poucos minutos para o final do jogo, o volante Wellyson tentou cortar cruzamento de Pio e mandou para o próprio patrimônio para definir o triunfo do Penapolense e afundar ainda mais o Guarani.

Leia tudo sobre: guaranipenapolenseguaruigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas