Goiás começa mal, acorda no segundo tempo e empata com Atlético-GO

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Atlético-GO abriu 2 a 0 na primeira etapa, mas o Goiás reagiu e chegou ao empate por 2 a 2

Goiás e Atlético-GO fizeram um clássico cheio de gols na tarde deste sábado. A partida foi marcada pelo total domínio do Dragão na primeira etapa, abrindo 2 a 0 e pelo despertar do Verdão no segundo tempo para buscar o empate em 2 a 2, o justo resultado final da partida.

Com mais um ponto, o Goiás, que jogou como mandante, mantém a ponta do Campeonato Goiano com 39 pontos e o Atlético-GO fica em terceiro, com 27.

Um tabu que dura cerca de um ano e meio também foi mantido pelos anfitriões, que não perdem há 48 jogos em casa e há 35 jogos no Serra Dourada, sendo que foi derrotado como visitante em 2012 pelo Vila Nova.

Na próxima rodada, o Alviverde recebe o Grêmio Anápolis, que luta por vaga no G-4, enquanto o Atlético-GO joga mais uma vez como visitante, desta vez contra o Anápolis, sétimo colocado.

O jogo - O Atlético-GO se propôs a jogar de forma defensiva no início da partida, apostando nos contra-ataques e a estratégia funcionou. O Dragão conseguiu segurar o ímpeto inicial dos anfitriões e logo aos dez minutos acertou um contragolpe fatal.

John Lennon lançou de trás do meio-campo e apostou na velocidade de Ricardo Jesus. O artilheiro do goiano dominou, parou e cruzou para a chegada de Pipico, que completou de carrinho para as redes, abrindo o marcador.

Três minutos depois, o Goiás tentou responder. David acertou bom passe para Neto Baiano, que recebeu pela esquerda, mas errou o arremate.

Aos 22, o Goiás chegou com muito perigo de novo. O goleiro Roberto saiu mal após cobrança de escanteio e Neto Baiano aproveitou para cabecear para o gol. A zaga afastou quase em cima da linha.

Demonstrando o equilíbrio da partida, o Dragão respondeu após três minutos. Depois de boa triangulação do ataque, João Paulo recebeu com liberdade dentro da área, mas bateu muito fraco e Harlei defendeu.

A estratégia inicial de contra-atacar dos visitantes foi trocada pela marcação no campo de ataque e pelo domínio da posse de bola. E foi assim, tocando a bola, que o Rubro-negro fez o segundo. A bola passou por quase todos os jogadores do ataque atleticano e chegou em Dodó, que lançou João Paulo. O atacante dominou e fez um golaço de voleio, aumentando a vantagem.

No segundo tempo, os esmeraldinos acordaram e não deram chances para o Dragão. Apesar de um começo confuso, um dos destaques da reação do Goiás foi o lateral direito Vítor, muito utilizado nas jogadas de ataque dos anfitriões.

Aos oito minutos, o ex-palmeirense passou no meio de dois marcadores e cruzou rasteiro. O zagueiro Gilson tentou cortar e jogou contra a própria meta, enganando o goleiro Roberto e diminuindo para os donos da casa.

A pressão dos mandantes aumentou e, aos 16 minutos, Renan Oliveira subiu mais alto que a zaga do Atlético para aproveitar o cruzamento de Ramon e empatar a partida.

Com o gol de empate, o Goiás passou a mandar ainda mais no jogo e esteve mais perto da vitória durante todo o segundo tempo, apesar de não conseguir o gol que garantiria os três pontos.

Leia tudo sobre: atlético-gogoiás

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas