Derrotado, São Paulo pode ficar refém até de sorteio para seguir vivo

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Seria necessário um sorteio, por exemplo, caso o time do Morumbi vencesse o Atlético-MG por 2 a 1 em casa e Arsenal e The Strongest empatassem por 1 a 1 na Argentina

Jogadores do São Paulo lamentam derrota para o Strongest. Foto: Juan Karita/APOsvaldo teve chances claras de gol, mas falhou e o São Paulo pagou o preço. Foto: Juan Karita/APErnesto Cristaldo comemora o gol da vitória do Strongest sobre o São Paulo. Foto: Gaston Brito/ReutersDenilson teve dificuldade na marcação em La Paz. Foto: Juan Karita/APMaicon passou mal antes do intervalo e foi substituído. Foto: Juan Karita/APRogério Ceni marcou de pênalti o gol do São Paulo em La Paz. Foto: Juan Karita/APLance de Strongest e São Paulo. Time brasileiro saiu derrota por 2 a 1. Foto: DAVID MERCADO/REUTERS

O São Paulo perdeu para o The Strongest na noite de quinta-feira pela Libertadores e, agora, não depende só de si para se classificar às oitavas de final da competição na última rodada. Além do resultado da outra partida da chave, que será disputada simultaneamente no dia 17, pode acabar dependendo até de um sorteio da Conmebol.

São Paulo ainda tem chance na Libertadores? Deixe seu comentário

Isso ocorreria caso vença o Atlético-MG por 2 a 1, no Morumbi, e Arsenal e The Strongest empatem por 1 a 1, na Argentina. A combinação deixaria o time de Ney Franco e os bolivianos equiparados tanto em pontos ganhos (sete) quanto em saldo de gols, gols marcados no total e gols marcados como visitante. O critério seguinte para desempate, conforme o regulamento, é um sorteio com a presença de representantes dos dois clubes.

Leia mais: Rogério Ceni resume saldo de noite infeliz: "É ganhar e torcer contra eles"

Há outras possibilidades. Caso São Paulo e Arsenal (ambos com quatro pontos atualmente) saiam vencedores, a segunda vaga do grupo não será definida em sorteio, mas pelos critérios de desempate anteriores. O primeiro é saldo de gols, no qual, neste momento, quem leva vantagem é a equipe brasileira (-2 contra -6).

E ainda: Ney Franco lamenta erros de finalização e evita apontar culpados pela derrota

Para sair do Morumbi com a certeza da classificação sem muita conta, o melhor é torcer por um empate na outra partida e derrotar o Atlético por, no mínimo, dois gols de diferença. Dessa forma, o The Strongest não alcançaria o saldo são-paulino. É nisso em que se sustenta a confiança de Ney Franco.

"Nós temos todas condições de vencer o Atlético. O único detalhe é que não temos o controle do outro resultado. Matematicamente, temos chance. Nosso papel é entrar no Morumbi e conseguir a vitória. E o trabalho vai ser feito para isso", disse o treinador.

*com Gazeta Esportiva

Leia tudo sobre: são paulothe strongestigsplibertadores 2013

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas