Meia, que completará sete jogos fora por lesão na coxa direita neste domingo, contra a Ponte Preta, correu no campo e depois fez exercícios com cones, pulando e arrancando entre eles

Valdivia realizou treino físico nos gramados na Academia nesta quinta-feira
Marcello Zambrana/Gazeta Press
Valdivia realizou treino físico nos gramados na Academia nesta quinta-feira

Gilson Kleina tem esperança de contar com até cinco novidades vindas do departamento médico do Palmeiras para enfrentar o Libertad no dia 11, mas só um dos oito machucados treinou no campo nesta quinta-feira: Valdivia. O técnico teve até que tirar Marcelo Oliveira das atividades no gramado para evitar mais um machucado.

O volante, que atua também como lateral esquerdo e foi zagueiro na terça-feira, participou de exercícios físicos e também de um trabalho técnico. Mas foi para a sala de musculação no momento em que foram praticados cruzamentos e finalizações para evitar desgaste na coxa esquerda.

Em outro campo da Academia de Futebol, Valdivia era o único ainda vetado por lesão a trabalhar de forma intensa no gramado. O meia, que completará sete jogos fora por lesão na coxa direita neste domingo, contra a Ponte Preta, correu no campo e depois fez exercícios com cones, pulando e arrancando entre eles.

O chileno é cotado para enfrentar o Libertad, assim como Henrique, também com lesão na coxa direita. Mas o zagueiro, que na semana passada já trabalhava no campo, nem apareceu no gramado. Ficou fazendo tratamento nas dependências internas do centro de treinamento ao lado de Wesley, outro contundido na coxa direita.

Henrique e Wesley devem jogar contra os paraguaios, principalmente o volante, que só não enfrentará a Ponte Preta no domingo, pelo Campeonato Paulista, para estar em melhores condições físicas no compromisso pela Libertadores - em Campinas, Gilson Kleina prepara uma formação repleta de reservas.

Outros que figuraram em campo, mas sem trabalhos mais intensos, foram Kleber, que trata de tendinite no joelho direito, e Maikon Leite, que machucou o tornozelo direito. Ambos fizeram um leve aquecimento no gramado e depois se exercitaram na caixa de areia. Kleber ainda sente dores e, assim como Maikon Leite, não tem previsão de volta.

A lista de contundidos se completa ainda com Leandro Amaro, que torceu o joelho esquerdo, Patrick Vieira, com lesão na coxa esquerda, e Edílson, que está com o tornozelo direito machucado. Nenhum dos três tem volta prevista para este mês.

Com os jogadores que tinha à disposição no gramado, Gilson Kleina fez uma reunião no centro de um dos campos para uma conversa de cerca de dez minutos. Não foi possível ouvir o teor do bate-papo, mas o técnico tem como desafio frear a empolgação de seus comandados após a convincente vitória por 2 a 0 sobre o Tigre, na terça-feira, que aproximou o time de uma das vagas nas oitavas de final da Libertadores.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.