Corinthians superou jogo complicado no primeiro tempo e garantiu vaga nas oitavas de final

A partida estava complicada para o Corinthians , que não conseguia se acertar. Tite reordenou a linha de armadores, equilibrou as ações e deu a cartada final colocando Jorge Henrique. Assim que entrou, o camisa 23 fez boa jogada e serviu Danilo para o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Millonarios.

O resultado nos mais de 2.600 metros de altitude de Bogotá classificou o atual campeão às oitavas de final da Copa Libertadores. Mais do que isso, graças ao empate do Tijuana com o San José, assumiu a liderança do Grupo 5 da competição.

Jorge Henrique deu o passe e Danilo fez o gol único da vitória corintiana
Fernando Vergara/AP
Jorge Henrique deu o passe e Danilo fez o gol único da vitória corintiana

Deixe seu comentário. O Corinthians vai terminar esta fase na liderança?

Com dez pontos cada, Corinthians e Tijuana estão na próxima fase. Com dois gols de vantagem no saldo, o Alvinegro receberá o San José na rodada derradeira, na próxima semana. Os mexicanos também jogam em casa, no estádio Caliente, contra o Millonarios.

Para alcançar seus objetivos na Colômbia, o Corinthians superou um mau início e as falhas de Cássio. Talvez atrapalhado pela altitude, o goleiro errou o tempo de várias bolas, algumas delas após o gol de Danilo, aos 20 minutos da etapa final. A equipe alvinegra suportou a pressão e avançou mais uma vez aos mata-matas.

O Corinthians começou a partida com muita dificuldade. Precisando da vitória para sobreviver, o Millonarios viu uma bandeira de 600 metros aberta por seus torcedores, buscou o ataque nos minutos iniciais e aproveitou a dificuldade do rival na saída de bola para manter a posse e mandar no confronto.Logo aos dois minutos, Torres teve boa chance de cabeça após jogada do eficiente lateral Ochoa, que levou vantagem sobre Emerson e Romarinho antes de cruzar – Alessandro, no segundo pau, errou o tempo da bola. Aos seis, a oportunidade foi ainda mais clara, e Cássio fez uma defesa ótima em chute de Montero de dentro da área.

Os lances de maior perigo pararam por aí, mas a bola seguiu nos pés dos colombianos. Sem uma boa saída com Ralf e Paulinho – e tendo em Danilo o único dos quatro homens de frente capaz de prender a bola –, os visitantes se limitavam a dar chutões.

Tite percebeu a dificuldade e mudou a formação na linha de armadores. Emerson passou da direita para o meio, trocando de lugar com Romarinho, e seguiu pouco depois para o lado esquerdo. Danilo, o melhor corintiano no primeiro tempo, ficou na faixa central.

Enfim, então, já perto da marca dos 30 minutos, o Alvinegro deixou o campo defensivo. A primeira chance surgiu em mais um chutão – de Cássio para Emerson –, mas a equipe finalmente começou a trocar passes com maior tranquilidade, aproveitando também o afrouxamento da marcação rival. Em uma dessas jogadas, Romarinho foi bem, Danilo foi muito bem, e Pato obrigou Zapata a fazer defesa difícil.

Na etapa final, no comecinho, o Millonarios voltou a assustar em chute de longe que explodiu no travessão graças a uma falha de Cássio. Um lance relativamente isolado naquele momento da partida, que voltou morna dos vestiários do estádio El Campín.

Tite, então, trocou Alexandre Pato, que participava pouco das ações, por Jorge Henrique. No primeiro lance após a troca, aos 11 minutos, Jorge trabalhou com Alessandro e deixou Danilo em boa posição, no bico da área, para bater rasteiro no canto esquerdo de Zapata e balançar a rede.

Sem surpreender ninguém, o Corinthians passou a jogar mais atrás. E levou mais um susto em saída em falsa de Cássio. Para segurar o resultado, aos 28, Tite trocou Romarinho por Edenílson, montando duas linhas de quatro marcadores, com Danilo fazendo a ligação com Emerson.

Segurando-se atrás, o atual campeão da Libertadores viveu momentos de perigo. Em um deles, contou com finalização ruim de Perlaza. Em outro, já no finalzinho, Cássio deu rebote em um chute de fora da área de Montero. Paulo André foi muito bem na sequência para evitar o gol de Rentería. Foi a última chance do eliminado Millonarios.

FICHA TÉCNICA - MILLONARIOS 0 X 1 CORINTHIANS

Local: estádio El Campín, em Bogotá (COL)
Data: 3 de abril de 2013 (quarta-feira)
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Saul Laverni (ARG)
Assistentes: Hernan Maidana (ARG) e Juan P. Belatti (ARG)
Cartão amarelo: Emerson (Corinthians)
Gol: Danilo, aos 11 minutos do segundo tempo

MILLONARIOS: Zapata; Ochoa, Torres, Franco e Alex Díaz (Leudo); Ramírez, Ortiz (Perlaza), Candelo (Tancredi) e Otálvaro; Rentería e Montero  Técnico: Hernán Torres

CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf e Paulinho; Emerson (Chicão), Romarinho (Edenílson) e Danilo; Alexandre Pato (Jorge Henrique)  Técnico: Tite

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.