Souza se trata "na marra" por um mês e está pronto para ser titular

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Volante palmeirense se tratou de lesão no joelho esquerdo e se disse ansioso para voltar aos gramados

Nesta terça-feira, no decisivo jogo contra o Tigre, Souza deve fazer sua primeira partida como titular desde 28 de fevereiro. Neste mês afastado, o volante só ficou tanto tempo em tratamento de lesão no joelho esquerdo por esforço dos médicos, que conseguiram segurar seu ímpeto para cuidar melhor do local após a segunda contusão no ano na região.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Gazeta Press
Souza, volante do Palmeiras

“Ficar fora é muito ruim. Sofri muito. Se for só por mim, eu já teria voltado em cinco dias. Mas na primeira vez me machuquei e voltei porque queria, foi um pouco precipitado. Os médicos tiveram que me segurar um pouco na marra agora”, contou o meio-campista, que já participou da última meia hora do duelo de sábado, contra o Linense, e bateu a falta que resultou no gol da vitória, de Marcelo Oliveira.

A atuação foi animadora para o camisa 8. “Eu estava sentindo mais falta do time do que o time de mim. Estou aqui para ajudar e procurei entrar bem para dar a vitória ao Palmeiras”, comemorou, colocando-se à disposição para ser titular diante dos argentinos. “Tenho condições. Treinei muito durante essa semana, fiz muito condicionamento físico para me preparar para esse jogo de terça-feira.”

Um empenho que se explica, principalmente, por seu profissionalismo. Em 6 de março, quando os médicos tinham acabado de detectar sua contusão, Souza disse à Fox Sportsque seu desejo era ter continuado no Náutico, onde se destacou no Brasileiro, em vez de atender ao pedido de Gilson Kleina voltando ao Verdão.“Não que eu esteja arrependido, mas lá fiz grandes amigos, consegui reencontrar meu futebol novamente. Queria ter ficado lá, não vou mentir. Tenho saudades do Náutico”, confessou. “Mas meu contrato é com o Palmeiras e tive que voltar. Tenho uma gratidão muito grande porque é o clube que me abriu as portas para o futebol nacional. Estou muito feliz no Palmeiras também”, tentou minimizar.

Agora, a oportunidade é de provar nesta terça-feira, no Pacaembu, a alegria no Palmeiras cooperando para um resultado decisivo na briga para chegar às oitavas de final da Libertadores. “É um jogo decisivo, precisamos ganhar. Vamos nos preparar muito”, avisou Souza.

Leia tudo sobre: palmeirassouzaigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas