Por atenção de Felipão, Luis Fabiano e Pato travam duelo particular

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Uma boa atuação no Majestoso será fundamental para viabilizar o sonho de ambos de voltar à seleção brasileira

Miguel Schincariol/ Gazeta Press
Pato deve começar o clássico no time titular

Os atacantes Luis Fabiano e Alexandre Pato terão de buscar muito mais do que os meros três pontos do clássico entre São Paulo e Corinthians, neste domingo, no Morumbi. Sem saber se começará ou não no banco de reservas, devido às dores musculares sentidas por Guerrero no sábado, o alvinegro batalhará com seu rival tricolor para atrair a atenção do técnico Luiz Felipe Scolari. Uma boa atuação no Majestoso será fundamental para viabilizar o sonho de ambos de voltar à seleção brasileira.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

A obrigação de se destacar neste fim de semana vem da proximidade da nova convocação para o time canarinho: o amistoso com a Bolívia, em homenagem ao jovem Kevin Espada, morto em uma partida da Libertadores entre Corinthians e San José de Oruro, foi agendado para o dia 6 de abril, sendo que a divulgação da lista de convocados será feita nesta terça-feira. Como apenas jogadores que atuam nos dois países participarão do duelo, as chances de Luis Fabiano e Alexandre Pato serem lembrados são altas.

O favoritismo, contudo, está todo voltado para o camisa 9 do São Paulo. Além de iniciar o clássico garantido como titular, e, portanto, ter mais tempo para decidir a favor de sua equipe, Luis Fabiano já anotou 12 gols nesta temporada e integrou a primeira convocação feita por Felipão em sua segunda passagem pela Seleção. O atleta começou a derrota por 2 a 1 para a Inglaterra como titular, mas ficou fora dos outros amistosos por não ter se apresentado bem no estádio de Wembley. Fred marcou o gol brasileiro e se firmou na posição.

Leia mais: Após “pagar o preço”, Tite só pensa em vencer seu campeonato à parte

O ponto desfavorável que o Fabuloso já tenta superar é o desânimo apresentado nas partidas contra Oeste, quando marcou o gol da vitória por 3 a 2 no Morumbi, mas disse que "não estava a fim" de comemorar, e contra o Bragantino, quando voltou a balançar as redes adversárias, mas na entrevista pós-jogo insinuou que estava vivendo um problema dentro do clube. Mais tarde, esclareceu, ligando as declarações à suspensão de quatro jogos na Libertadores, por discutir com o árbitro após o término do duelo com o Arsenal de Sarandí.

A instabilidade emocional do atleta, porém, não será um dos pontos explorados pelos comandados de Tite, como garante o próprio treinador. "O Luis Fabiano merece atenção por sua real qualidade técnica. Mas não vamos tirar vantagem de algum aspecto de fora do jogador. Não é do perfil do técnico, dos atletas, e nem do Corinthians. Queremos vencer, sim. Mas não é este tipo de atenção que teremos. Cuidaremos do nosso trabalho e vamos tentar fazer o nosso melhor dentro de campo", disse.

Veja também: Após treino secreto, Ney Franco relaciona força máxima no São Paulo

Alexandre Pato, por sua vez, tenta ser convocado para a Seleção Brasileira pela primeira vez após o seu retorno ao futebol nacional. Depois de participar da campanha que garantiu medalha de prata nas Olimpíadas de Londres, o atleta teve a sua sequência com Mano Menezes prejudicada pela série de problemas clínicos sofridos no Milan. Lesões estas que são a grande preocupação do Corinthians, uma vez que o atacante voltou a sentir dores na coxa direita após a vitória por 3 a 0 sobre o Tijuana, em 13 de março.

Por ainda não estar 100% fisicamente, Pato foi colocado entre os reservas, mas acabou ganhando condição de titular no treino deste sábado, quando Guerrero sentiu dores na coxa direita e foi poupado. O técnico Tite preferiu não confirmar o desfalque do peruano, mas comandou as atividades com o ex-jogador do Milan entre os 11. Se o camisa 9 se recuperar, Pato fica no banco já pensando no duelo da próxima quarta-feira, contra o Millonarios, pela Libertadores.

A precaução do Corinthians com a maior contratação de sua história só não ilude o São Paulo, que, ciente dos planos do atacante para este clássico, planeja diferentes manobras para conter o seu ímpeto. "O Pato é um grande jogador, que teve lesão e está voltando. Com certeza vai ter mais vontade ainda. Precisamos de atenção especial e cuidado", destacou Thiago Carleto, resumindo o pensamento de Ney Franco e de todos os relacionados para o primeiro Majestoso de 2013.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas