Após derrota, Branco pede demissão e não é mais técnico do Guarani

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Faltando três rodadas para o fim da primeira fase do Campeonato Paulista, equipe de Campinas está na lanterna do torneio, com dez pontos

AE
Branco deixa o comando do Guarani com o time na lanterna do Paulistão 2013

Branco não é mais o técnico do Guarani. O treinador pediu demissão após a derrota deste domingo por 3 a 0 para o Atlético Sorocaba, em pleno Brinco de Ouro. O revés deixou o Bugre em situação extremamente delicada no Campeonato Paulista. Faltando três rodadas para o fim da competição, a equipe ocupa a lanterna do torneio, com dez pontos. Ainda não foi divulgado quem irá treinar o time até que o novo técnico seja anunciado.

LEIA: Em pleno Brinco de Ouro, Atlético Sorocaba afunda o Guarani: 3 a 0

Em entrevista à Rádio Brasil Campinas, p presidente Alvaro Negrão lamentou a saída do treinador, mas afirmou que a situação após o tropeço deste domingo era insustentável.

"Hoje (domingo) foi realmente um balde de água gelada. O Branco me procurou, e chegamos a um acordo. Ele sai de portas abertas, porque é uma excelente pessoa, pode nos ajudar muito. Ele me procurou para uma reunião e disse que era o momento de deixar o Guarani, pelo bem do clube. Foi uma decisão em comum", disse o dirigente.

Branco chegou ao Brinco de Ouro no final de janeiro, para substituir Zé Teorodo. Nesse período, comandou a equipe em 13 jogos, conquistando duas vitórias, três empates e oito derrotas, conquistando um aproveitamento de aproximadamente 23%.

O próximo compromisso do Guarani está marcado para este sábado, contra o Penapolense, fora de casa. Nas últimas duas rodadas do Paulistão, a equipe de Campinas pega ainda o Palmeiras, no Pacaembu, e o União Barbarense no Brinco de Ouro.

Leia tudo sobre: brancoguaranicampeonato paulista

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas