Neymar tenta se esquivar, mas admite tristeza com vaias da torcida

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Na volta da seleção, atacante segue em jejum de gols e não consegue ajudar o Santos a bater o Mogi Mirim

O atacante Neymar não conseguiu impedir que o Santos empatasse com o Mogi Mirim, por 2 a 2, na noite desta quinta-feira, na Vila Belmiro. O resultado deixou a torcida insatisfeita e a equipe foi vaiada ao deixar o gramado. Indagado com a reação dos torcedores, a joia santista tentou desconversar sobre o episódio.

Santos fica duas vezes na frente, mas cede empate para o Mogi

“Eu não ligo muito, não. Xingam hoje, amanhã ficam felizes. Futebol é assim, a cobrança é muito grande”, disse Neymar, que com a insistência no assunto, revelou não ter ficado feliz com a postura da torcida.

RICARDO SAIBUN / Gazeta Press
Neymar em ação contra o Mogi Mirim

“A gente fica triste. Claro que ser vaiado e criticado a gente não gosta, por tudo que eu fiz no clube, ainda mais eu que fiz muito por esse clube. Eu gosto de ganhar. Claro (que fico triste pela vaia), são torcedores que eu gosto e um clube que eu amo muito”, comentou.

O camisa 11 alvinegro ainda aproveitou a oportunidade para sair em defesa do futebol apresentado pela equipe praiana, mesmo após o tropeço com o Sapão. “O time é muito bom, é uma grande equipe. Acabamos empatando hoje. Não sei o que não deu certo. Vamos treinar e organizar o time para vencer na próxima”, encerrou.

Leia tudo sobre: santos neymar

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas