Kleina se nega a pedir demissão após perder de 6 e fala em honrar o Palmeiras

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

"Também estamos com vergonha, sabemos o que o torcedor está passando", disse o treinador depois da humilhante derrota contra o Mirassol

Gilson Kleina entrou no ônibus da delegação palmeirense ainda como técnico do time. Nem a derrota por 6 a 2 para o Mirassol nesta quarta-feira foi suficiente para o treinador pedir demissão. Após cerca de meia hora de reunião com os jogadores, o discurso é de mostrar honra se recuperando nos próximos jogos.

Confira: Palmeiras toma 6 gols no 1º tempo e leva goleada histórica do Mirassol

CÉLIO MESSIAS / Gazeta Press
Wesley avança com a bola na goleada humilhante sofrida pelo Palmeiras

Kleina até aumentou seu tom de voz para dizer que se nega a solicitar a saída do primeiro grande clube que comanda na carreira. "Aqui não. Jamais. Não jogo a toalha jamais, não é da minha índole. Pelo contrário: trabalho com muito mais força", enfatizou, indiferente à chance de ser demitido. "Não é problema meu, isso cabe à diretoria. Não vou desistir nunca".

Gilson Kleina deve ser demitido do Palmeiras? Comente e opine na notícia

O treinador alega sentir a mesma sensação dos torcedores - os que estavam presentes em Mirassol xingaram todos do elenco com palavrões e saíram mais cedo do estádio, pouco após endossar coro de "burro" para o técnico.

"Também estamos com vergonha, sabemos o que o torcedor está passando. Neste sentimento, vamos fazer um divisor de águas. Agora é uma questão de honra conseguir os objetivos", definiu o técnico, que está na zona de classificação para as quartas de final do Paulista, precisa vencer o Tigre na terça para não se complicar ainda mais na Libertadores e tem a Série B do Brasileiro como prioridade.

"Sabemos o que passamos no dia a dia, a situação que está acontecendo. Nenhuma derrota é satisfatória. Vamos trabalhar rápido e ver de que maneira vamos enfrentar o Linense, um jogo decisivo para nós", falou Kleina, falando da partida de sábado, no Pacaembu, que pode deixar o Verdão abaixo dos oito primeiros colocados do Estadual.

Leia tudo sobre: Gilson KleinaPalmeirasigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas