Com gol no início do jogo, time com oito reservas perdeu espaço para equipe do interior e ficou no 1 a 1, o oitavo empate corintiano no Paulistão de 2013

Na 15ª rodada do Campeonato Paulista, o Corinthians empatou pela oitava vez. Depois de abrir o placar contra o Penapolense logo nos primeiros minutos da partida no Pacaembu, o time de Tite parou, deu espaços, e cedeu mais um empate: 1 a 1. Nada que preocupe para a classificação, mas um sinal claro de como a equipe campeã do mundo tem encarado o Estadual: com muito pouco interesse.

O Corinthians chega a 26 pontos no Paulistão e mantém cinco de vantagem para o nono colocado, o Bragantino. O Penapolense é oitavo com 21 pontos. Mesmo com o mau resultado, o oitavo empate em 15 jogos, o Corinthians encaminha sua classificação para as quartas de final. Faltam quatro jogos: São Paulo, São Bernardo, Linense e Atlético Sorocaba. 

O time do Parque São Jorge enfrenta o São Paulo no próximo domingo no Morumbi, possivelmente com o retorno de alguns titulares. Alexandre Pato esteve no Pacaembu para acompanhar a partida desta quarta-feira e estará em campo contra o rival. Paulinho e Cássio também devem retornar. Alessandro, Ralf e Danilo, poupados nesta quarta, também estarão à disposição. 

Romarinho é desequilibrado no empate do Corinthians com a Penapolense
Fernando Dantas/Gazeta Press
Romarinho é desequilibrado no empate do Corinthians com a Penapolense

O clássico antecede a viagem para Bogotá, na Colômbia, onde a equipe de Tite fará seu quinto jogo pela Libertadores, contra o Millonarios, no estádio El Campín.

O jogo
Com oito reservas, mas todos com potencial de se tornarem titulares, o Corinthians usou da motivação de seus jogadores em ganhar mais chances no time para iniciarem a partida contra o Penapolense pela interminável primeira fase do Paulistão como se estivessem num jogo de Libertadores.

Com marcação avançada, dentro do campo de defesa do time de Penápolis, a equipe reserva, mas com nomes como Chicão, Jorge Henrique e Emerson, titulares na decisão do Mundial contra o Chelsea, foi para cima e logo abriu o placar.

Aos quatro minutos, Jorge Henrique bateu falta rápida para Emerson na ponta esquerda, ele pedalou, passou pela marcação, e cruzou. Heleno, do Penapolense, acabou tocando para trás e marcando contra.

Aqueles cinco minutos iniciais, que sugeririam uma maior facilidade da equipe de Tite para construir um placar mais confortável. Mas como tem sido cada partida corintiana neste Paulistão, como a de domingo, em Campinas, contra o Guarani, a equipe para quando está à frente no placar.

Contra o Penapolense não foi diferente. Mas diferente do Guarani, que luta para não cair, o time de Penápolis sonha com classificação entre os oito melhores do torneio. E a metade final do primeiro tempo foi de domínio total da equipe de Pintado. Não fosse a falta de pontaria dos seus atacantes, entre eles o veterano Val Baiano, a sorte corintiana teria sido outra.

As equipes foram para os vestiários com o placar em 1 a 0 e os corintianos reconhecendo que precisariam estar mais atentos no segundo tempo para não serem surpreendidos.

Tite não mudou nada na formação do time após o intervalo. O time até tentou fazer 2 a 0, Guerrero teve oportunidades, mas falhou. Emerson e Jorge Henrique, na disputa por quem será o substituto de Renato Augusto no time titular, foram os que mais tentaram jogo, mas também não conseguiram ir além da boa vontade.

E o Penapolense, que já vinha melhor desde o final do primeiro tempo, manteve a postura agressiva e foi recompensado. Pintado, que já havia sido expulso, fez três alterações e uma delas, Silvinho na vaga do inoperante Val Baiano, apareceu livre no meio da zaga após falha de Edenílson e não teve problemas para empatar o jogo aos 29.

A primeira mudança de Tite veio aos 35 minutos, com Willian Arão no lugar de Jorge Henrique. O banco não tinha muitas opções de ataque. A não ser Zizao, ainda preterido por Tite. Giovanni ainda entrou na vaga de Guilherme, mas nada mudou e o Corinthians mantém a sina de empates no Paulistão.

FICHA TÉCNICA – CORINTHIANS 1 x 1 PENAPOLENSE

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 27 de março de 2013 (quarta-feira)
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Adriano de Assis Miranda
Assistentes: Fausto Augusto Viana Moretti e Risser Jarussi Corrêa

Cartões Amarelos: Fábio Santos, Guilherme, Guilherme Andrade (COR); Jaílton, Luís Felipe (PEN)

Renda: R$ 357.042,66

Público: 12.866 pagantes 

Gols: Heleno, contra, aos quatro minutos do 1º tempo. Silvinho aos 29 do 2º tempo.

CORINTHIANS: Julio Cesar; Edenílson, Chicão, Paulo André e Fábio Santos; Guilherme Andrade e Guilherme (Giovanni); Romarinho, Emerson e Jorge Henrique (Willian Arão); Guerrero. Técnico: Tite

PENAPOLENSE: Marcelo; Luis Felipe, Jailton, Biro e Rodrigo Biro; Heleno, Fernando, Liel (Neto) e Guaru (Sérgio Mota); Silvinho e Val Baiano (Geuvânio). Técnico: Pintado

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.