Segundo o jornal alemão "Bild", os trabalhadores recebem menos de R$ 2 por hora e tem de conviver com condições precárias, como alojamentos sem ar condicionado

Catar foi escolhido para sediar a Copa de 2022
AP
Catar foi escolhido para sediar a Copa de 2022

A Copa do Mundo de 2022, no Catar, foi alvo de mais uma acusação polêmica. Após denúncias de compras de votos nas eleições da Fifa para a escolha do país como sede, o jornal alemão Bild revelou que os trabalhadores das construções dos estádios estão sendo tratados como verdadeiros escravos.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

De acordo com as informações da publicação, os trabalhadores recebem, aproximadamente, 78 centavos de euro (menos de R$ 2) por hora de serviço, e ainda vivem em condições precárias: os alojamentos, que não têm ar condicionado, registram temperaturas na casa dos 50º C, normal para o Catar.

Leia mais: Revista francesa acusa Catar de comprar Copa de 2022 e envolve Ricardo Teixeira

Vindos do Nepal e das Filipinas, os trabalhadores ainda têm dificuldades para deixar as obras e retornar aos seus países de origem, já que os empregadores estariam ‘roubando’ os seus respectivos passaportes. Secretária-geral da Confederação Sindical Internacional, Sharan Burrow lamentou esta situação.

“O Catar está traficando escravos. É mais fácil todos os trabalhadores morrerem do que os jogadores jogarem o Mundial”, criticou. Tim Noonan, diretor de comunicações da CSI, compartilhou desta mesma opinião. “Vamos pressionar a Fifa por mudanças. Isto envolve a morte de pessoas”, analisou.

Polêmicas: esta não é a primeira vez que a organização do Mundial de 2022 se envolve em polêmicas. A revista francesa France Football revelou que autoridades do país árabe ‘compraram’ votos de personalidades do futebol, como Michel Platini e Pep Guardiola, nas eleições para a escolha do país-sede.

Enquanto isso, outro assunto ameaça a realização da competição no Catar. O presidente da Fifa, Josepp Blatter, afirmou que as altas temperaturas no local poderão impedir a realização de jogos. A federação de futebol do país, que poderia realizar o torneio durante o inverno, ainda não se pronunciou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.