Especulado no Chelsea, Mourinho diz: "No momento, só penso no Real"

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Técnico do Real Madrid, que treinou a equipe inglesa entre os anos de 2004 e 2007, negou rumores sobre seu possível retorno

Os rumores a respeito do futuro de José Mourinho indicam cada vez mais um destino: o Chelsea. Nesta terça-feira, o treinador contribuiu com as especulações ao se negar a garantir seu futuro no Real Madrid, falando apenas do presente no clube espanhol.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Jon Super/AP
José Mourinho negou rumores sobre ida para o Chelsea

“Estou muito comprometido com o Real Madrid até o final da temporada e estou à margem das especulações. Quem me conhece sabe que sou muito profissional e que, no momento, só penso nas ambições do Real”, declarou o treinador.

Leia mais: Jornal inglês coloca Mourinho no Chelsea no meio do ano

O português, que passou o final de semana em Londres e até esteve no estádio dos Blues, o Stamford Bridge, para acompanhar o empate por 1 a 1 entre Brasil e Rússia. Mourinho mostrou carinho pelo Chelsea, que treinou entre 2004 e 2007, e afirmo que pretende voltar a treinar na Inglaterra.

“Tenho grandes conexões emocionais com o Chelsea e acredito que voltarei ao futebol inglês, seja para o Chelsea ou para outro clube. É claro que o Chelsea significa algo diferente de outros clubes para mim. Ele está no meu coração, assim como a Inter de Milão, por exemplo”, comentou.

As declarações de Mourinho reforçam a informação veiculada pelo Daily Mail. O jornal inglês publicou nesta terça-feira que o português já acertou um acordo para suceder o espanhol Rafael Benítez no Chelsea, faltando apenas a assinatura para confirmar o vínculo, que se iniciaria na próxima temporada.

No Real Madrid desde 2010, José Mourinho levou o clube aos títulos da Copa do Rei em 2010/11 e do Campeonato Espanhol e da Supercopa da Espanha de 2011/12. Com o treinador, o time segue na disputa da Liga dos Campeões e da Copa do Rei, mas o português tem relacionamento difícil com alguns dos principais líderes e símbolos do clube, como o goleiro Iker Casillas e ozagueiro Sergio Ramos, ambos espanhóis.

Leia tudo sobre: chelseajosé mourinhoreal madridfutebol mundialespanhainglaterra

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas