Kaká reconhece seus erros, mas ainda acredita em novas convocações

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Meia teve duas chances de mostrar serviço para Felipão, mas não teve boas atuações

Vipcomm
Kaká fez a sua primeira partida como titular no retorno de Felipão ao comando da seleção

O meia Kaká teve a primeira oportunidade de ser titular da seleção brasileira sob o comando de Luiz Felipe Scolari nesta segunda-feira, em Londres. Mas não foi bem. O jogador do espanhol Real Madrid não chegou a encantar o treinador com a sua atuação no empate por 1 a 1 com a Rússia.

Qual é a maior decepção da seleção após três jogos sob o comando de Felipão? Vote!

"Não foi o meu melhor jogo pela seleção", reconheceu o próprio Kaká. "Acabei errando em momentos decisivos, nos últimos passes. Infelizmente, nem sempre as coisas saem como a gente quer", acrescentou.

Quando reassumiu a seleção brasileira, Felipão admitiu a necessidade de ter um jogador experiente no seu meio-campo. O primeiro a ganhar uma chance foi Ronaldinho Gaúcho (na derrota por 2 a 1 para a Inglaterra), sucedido por Kaká nos empates com Itália e Rússia.

Mesmo após não brilhar nos dois amistosos, o meia do Real Madrid demonstrou confiança em futuras convocações. "Foi mais um passe que dei. Sei que preciso acrescentar algumas coisas, corrigir outras, aproveitar algo do que fiz. Futebol é momento. Vai depender daquilo que eu fizer pelo meu clube. O Felipão tem acompanhado os jogos", comentou.

Para Kaká, o esquema tático adotado pelo treinador (com atacantes mais abertos pelos lados do campo) não prejudicou o seu desempenho. "Estou confortável assim. A gente tinha liberdade de aproveitar os espaços na frente e trocava na hora de recompor. Infelizmente, a Rússia não ofereceu tanto campo para o Brasil jogar", disse.

Não é apenas Kaká que precisa melhorar. A seleção brasileira ainda não ganhou desde o retorno de Felipão. "A vitória virá naturalmente. É claro que isso incomoda, pois todo o mundo quer vencer. Contra a Itália, ficamos com um saborzinho ruim do empate, pois estávamos vencendo. Foi diferente hoje", comparou o meia.

Leia tudo sobre: KakáSeleção BrasileiraRússiaamistoso

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas