Desânimo de Luís Fabiano não preocupa jogadores do São Paulo

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Apesar do momento de instabilidade do camisa 9, colegas de clube entendem que ele representa 50% do poder ofensivo são-paulino

MIGUEL SCHINCARIOL / Gazeta Press
Luis Fabiano toca na saída do goleiro do Bragantino. Atacante deixou sua marca na vitória do São Paulo

Suspenso por quatro partidas da Copa Libertadores em função da expulsão diante do Arsenal de Sarandí, realizada no último dia 7 de março, o atacante Luis Fabiano vive um momento de instabilidade no São Paulo. Nas últimas três rodadas do Campeonato Paulista, ele não comemorou efusivamente os gols marcados e, após o jogo contra o Bragantino, no último sábado, deu a entender que está sendo perseguido no clube e ainda sofre com "algumas coisas que acontecem".

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Para o atacante Wallyson e o meio-campista Maicon, que conversaram com os jornalistas nesta segunda-feira no CT da Barra Funda, internamente Luís Fabiano anda mesmo cabisbaixo, mas eles acreditam que ele dará a volta por cima em breve. 

"Todo mundo sabe que nossa equipe precisa dele, que ele é o homem gol, e dentro ou fora de campo sempre conversa com os mais novos. É um cara muito importante, vai fazer uma falta muito grande, mas vamos esperar para ver se o São Paulo vai conseguir alguma coisa para ele voltar mais rápido e ajudar nossa equipe", disse Wallyson, apostando na obtenção de um recurso por parte do departamento jurídico. "Ele é 50% do time, porque nos ajuda muito. Ele está sempre conversando sobre onde gosta de receber a bola, essas coisas", completou.

Veja também: Após insinuar perseguição interna, Luis Fabiano diz ter sido mal interpretado

De acordo com o ex-cruzeirense, ainda, o fato de Luís Fabiano não estar comemorando os gols não significa muita coisa. "É um cara na dele, brinca com todo mundo. O jeito de comemorar gol não sei por que mudou, mas o importante é fazer gols, ajudar a equipe. A gente sabe que dentro da área ele é perigoso e vamos precisar dele para marcar. Nosso grupo é muito bom, todo mundo brinca, está feliz".

Ao contrário de Wallyson, Maicon não negou os problemas do Fabuloso, mas preferiu acreditar que eles serão superados rapidamente: "O Luis todo jogo faz gol para gente, eu queria estar desanimado igual a ele. Nos treinamentos, nos jogos, ele vem se dedicando e ajudando bastante, tenho certeza que vai continuar".

Paulo Miranda treina normalmente

Treinando junto com o grupo desde a última terça-feira, o zagueiro Paulo Miranda, que vinha atuando de forma improvisada na lateral direita, deve voltar ao time depois de um mês por conta de cirurgia no joelho esquerdo. Nesta segunda-feira, data da reapresentação do elenco, o camisa 13 participou normalmente do treino coletivo dos reservas.

Veja também: Suspensão de Denilson reabre espaço a Wellington no São Paulo

O ala é desfalque do time desde a primeira rodada da fase de grupos da Libertadores - ele entrou em campo no segundo jogo da etapa preliminar, contra o Bolívar, e na estreia, diante do Atlético-MG. Substituído no primeiro momento por Douglas, Paulo Miranda acabou ganhando outro concorrente durante os testes que Ney Franco realizava no Campeonato Paulista: o volante Rodrigo Caio, que também acabou sendo improvisado pelo lado do campo.

Na quarta-feira, quando o São Paulo encara o Paulista para manter a liderança no Paulistão, Paulo Miranda deve ficar novamente à disposição de Ney Franco, gerando dor de cabeça na montagem da equipe. 

* Com Gazeta Esportiva

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas