Técnico estranhou derrota em prêmio de melhor do mundo e atacante montenegrino disse que entidade havia mudado seu voto. Em nota, Fifa mostra que jogador não votou no técnico

Goran Pandev disse que votou em Mourinho
Maurizio Lagana/Getty Images
Goran Pandev disse que votou em Mourinho

A polêmica criada por José Mourinho, que acusou a Fifa de fraudar os votos na eleição a melhor técnico de 2012, acabou nesta sexta-feira. A cédula de voto de Goran Pandev, capitão da seleção da Macedônia e jogador do Napoli, foi divulgada e ao contrário do que ele havia dito nesta semana, seu voto não foi para o treinador do Real Madrid. 

Mourinho acusou a entidade de fraude por ter ficado atrás de Vicente del Bosque, técnico da seleção espanhola, no prêmio Bola de Ouro. Pandev tomou partido do treinador do Real Madrid e disse que a Fifa divulgou seu voto de forma equivocada. Ele alegou ter votado em Mourinho, mas que na publicação dos votos dos capitães e treinadores de seleções nacionais, a Fifa informara que seu voto fora em del Bosque. E de fato foi. 

A imagem publicada pela Fifa é clara. Pandev assinala del Bosque e não Mourinho, em cédula assinada pelo próprio jogador e pelo técnico da Macedônia, Janevski Cedomir. O documento foi enviado pela federação de futebol do país à Fifa. 

Cada eleitor poderia escolher três opções e Pandev não apontou Mourinho em nenhum dos postos. Depois de del Bosque, seus votos foram em Jürgen Klopp, técnico alemão do Borussia Dortmund, e em Roberto Mancini, italiano do Manchester City.

Veja a cédula de voto de Pandev e do técnico da seleção da Macedônia

Reprodução da cédula de voto do capitão e do técnico da seleção da Macedônia. Nenhum deles votou em Mourinho
Reprodução/Site da Fifa
Reprodução da cédula de voto do capitão e do técnico da seleção da Macedônia. Nenhum deles votou em Mourinho

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.