Bombeiros devem liberar geral sem cadeiras na Arena do Grêmio

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Espaço deve permanecer sem cadeiras, será isolado do restante do estádio e gradis devem ser colocados para evitar a "avalanche"

Depois de muitas semanas de discussões, a polêmica a respeito do espaço da geral na Arena do Grêmio está perto do fim. Nesta quarta, uma reunião entre Grêmio, Ministério Público, Arena Porto-Alegrense (empresa responsável por gerir o estádio) e Corpo de Bombeiros encaminhou uma solução para o caso. O espaço deve permanecer sem cadeiras, com a condição de que sejam colocados mais gradis para evitar a "avalanche", e será isolado do restante do estádio.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Elano comemora gol do Grêmio. Foto: APAndré Lima tenta o domínio da bola. Foto: APVargas disputa a bola com jogador da LDU. Foto: APTorcedores do Grêmio que caíram da arquibancada são atendidos no gramado. Foto: APTorcedora é carregada após queda de grade na comemoração do gol do Grêmio. Foto: Gazeta PressJogadores do Grêmio entraram em campo com faixa de apoio às vítimas do incêndio em Santa Maria. Foto: Gazeta PressTorcida do Grêmio demonstrou luto pela tragédia em Santa Maria. Foto: Gazeta Press

"As coisas estão se encaminhando para um entendimento. Estamos satisfeitos, pois este era um anseio do torcedor gremista", disse o vice-presidente gremista Nestor Hein. Nesta terça, Hein chegou a abandonar uma reunião a respeito do caso porque o representante do Corpo de Bombeiros exigia a colocação de cadeiras no setor da geral.

Para evitar a elitização da Arena e manter a tradicional avalanche (comemoração em que os gremistas descem correndo as escadarias do estádio quando o time marca um gol), o Grêmio destinou o setor atrás de uma das goleiras de seu novo estádio sem cadeiras, a exemplo do que fazem clubes como o Borussia Dortmund. No entanto, em janeiro, sete torcedores se feriram após parte das grades que sustentam o setor cederem na comemoração do gol da vitória sobre a LDU, por 1 a 0, na Libertadores.

A decisão final sobre a colocação dos gradis extras sairá no dia 3 de abril. Ainda não está definido se o setor estará aberto para o jogo do próximo dia 10, contra o Fluminense, pela Libertadores. A geral está fechada desde o dia 30 de janeiro, diminuindo a capacidade atual da Arena para 52 mil lugares. Se forem colocadas cadeiras no setor, a capacidade sobe para 56 mil. Caso a geral seja mesmo liberada sem assentos, a Arena voltará a poder receber os 60.540 torcedores previstos no projeto inicial.

Leia tudo sobre: grêmiolibertadores 2013arena grêmio

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas