A identificação do novo treinador com a torcida também foi levada em consideração, já que em um momento delicado vai ser fundamental o apoio da arquibancada

Jorginho conversa com Léo Moura no treino
Alexandre Vidal - Fla Imagem
Jorginho conversa com Léo Moura no treino

Sem chegar a um acerto com Dorival Júnior, o Flamengo acabou dispensando o antigo treinador na tarde do último sábado. Em poucas horas, a diretoria anunciou Jorginho, que estava sem ocupação desde que deixou o futebol japonês, em dezembro de 2012. Sem dinheiro para investir em nenhum nome de ponta no cenário nacional, o clube analisou os nomes disponíveis no mercado e uma série de fatores levou ao nome de Jorginho.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O diretor executivo do departamento de futebol, Paulo Pelaipe, e Wallim Vasconcellos, vice-presidente de futebol, estiveram à frente da escolha do nome. Eles se apressaram e ligaram para Zico, a fim de ver se tinha alguma indicação. O ídolo aprovou o nome de Jorginho, com quem jogou no próprio clube na década de 1980.

"O Jorginho é um treinador identificado com o clube e que está dentro da nossa realidade financeira. Chega com a confiança de todos no clube e tenho convicção de que vai realizar um grande trabalho", disse Pelaipe, a respeito de seu novo escolhido.

O dirigente não está se referindo somente ao salário de Jorginho, que será bem menor do que o de Dorival. Também pesa o fato de o treinador ter conseguido realizar bons trabalhos mesmo sem contar com elencos de ponta. Em 2006, conseguiu levar o América-RJ a ser finalista da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca. Há dois anos, foi decisivo para uma grande campanha do Figueirense no Campeonato Brasileiro.

Já dentro de campo, Jorginho comandou um treino na manhã desta terça-feira, no Ninho do Urubu, intensificando a parte física. Os jogadores passaram antes pela academia e só depois foram ao gramado. O goleiro Felipe, recuperado de uma gastroenterite, trabalhou normalmente, assim como Adryan, que havia sido liberado para acompanhar o nascimento da primeira filha. No campo, o novo técnico exigiu muito em atividades de controle de bola e finalização.

A estreia de Jorginho no comando do Flamengo será neste sábado, às 18h30 (de Brasília), quando o time enfrentará o Boavista no Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro, pela segunda rodada da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca. O clube precisa vencer para não ficar em situação delicada, pois foi superado pelo Resende, em casa, logo na estreia.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.