O atleta carrega consigo a confiança despejada pelos torcedores brasileiros e o bom retrospecto com a camisa canarinho

Diego Cavalieri, goleiro da seleção e do Flu
Futura Press
Diego Cavalieri, goleiro da seleção e do Flu

O goleiro Diego Cavalieri está disposto a mostrar que poderá disputar a Copa do Mundo de 2014 como um dos três convocados para a posição. E o pensamento do jogador do Fluminense é provar a sua qualidade já nesta quinta-feira, contra a Itália, em Genebra. Após ser preterido por Mano Menezes durante boa parte de sua passagem pelo time canarinho, o atleta quer correr atrás do tempo perdido com Luiz Felipe Scolari.

"Qualquer convocação é sempre muito bem-vinda, independentemente do momento. É uma realização e agora a gente sabe que o tempo está mais corrido. A Copa das Confederações já está bem em cima e isso faz com que cada minuto seja precioso. Precisamos aproveitar essa chance da melhor maneira possível", avaliou o arqueiro, ao Sportv.

Mesmo com a nova oportunidade na seleção, a presença do veterano Júlio César faz a reserva ser algo iminente para Cavalieri. O arqueiro, porém, garante que não se importa com a sua presença entre os suplentes. O atleta carrega consigo a confiança despejada pelos torcedores brasileiros e o bom retrospecto com a camisa canarinho. Em seu único jogo pela Seleção Brasileira, o goleiro teve papel importante e defendeu até um pênalti na conquista da segunda edição do Superclássico das Américas, em 2012.

A sequência no time nacional só não foi possível porque Mano Menezes foi demitido logo após a confirmação da conquista. Com Felipão, contudo, a história será diferente. "Eu vou aproveitar esse período para mostrar um bom trabalho não só aqui na Seleção, mas também para regressar ao clube em um bom nível. Tenho que ir bem para causar uma boa impressão na comissão técnica e ganhar a oportunidade de voltar futuramente", decretou o camisa 1 do Fluminense.

Além de disputar o amistoso contra a Itália, Diego Cavalieri também terá a chance de integrar a delegação que medirá forças com a Rússia, no próximo dia 25, no estádio Stamford Bridge, em Londres. A Seleção ainda terá uma série de outros amistosos para o goleiro demonstrar preparo suficiente para reforçar a equipe na Copa das Confederações, programada para junho deste ano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.