Clube não poupou esforços nesta temporada e despejou uma quantia considerável nas transações de Thiago Silva, Lucas, Lavezzi e Beckham, além do próprio atacante sueco

Leonardo causou alvoroço entre os torcedores do Paris Saint-Germain. Diretor de futebol da equipe francesa, o brasileiro não descartou a saída do ídolo Ibrahimovic após o término desta temporada europeia. O dirigente manteve em aberto as possibilidades de negociar os direitos do atleta e disse que analisará a sua situação com base nos resultados obtidos pelo clube.

"Ele é um pilar do nosso projeto, mas no futebol vale tudo. Os resultados é que mandam", sentenciou Leonardo, que lidera a reestruturação do clube francês junto com um fundo de investimentos árabe. Com a injeção de milhões de euros nos cofres parisienses, a nova diretoria espera o inédito título da Liga dos Campeões para justificar os investimentos feitos em Ibrahimovic e nos outros jogadores contratados recentemente.

O PSG não poupou esforços nesta temporada e despejou uma quantia considerável nas transações de Thiago Silva, Lucas, Lavezzi e Beckham, além do próprio atacante sueco. Apesar de o time liderar o Campeonato Francês com folga e ter a real possibilidade de encerrar um jejum de quase dez anos sem o título nacional, os proprietários da equipe só se dariam por satisfeitos com a conquista continental.

As indefinições que pairam sobre o futuro do Paris Saint-Germain e de Ibrahimovic foram suficientes para as especulações crescerem na Europa. O tcheco Pavel Nedved, que se tornou dirigente da Juventus após sua aposentadoria, confirmou o interesse dos italianos no retorno do sueco e afirmou que a cúpula da Velha Senhora já se reúne para estudar maneiras de tirar o atleta de Paris.

"Nós temos conhecimento dessa situação e já podemos dizer que estamos avaliando esta chance", comentou Nedved. Os valores, contudo, serão um entrave na negociação. Com contrato até 2015 com o PSG, Ibrahimovic custou 24 milhões de euros (R$ 60 milhões) e não deverá deixar a capital francesa por um valor abaixo do que foi investido em 2012.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.