Maus resultados e atritos com Ganso e Lúcio por substituições recentes já colocam em xeque comando do treinador sobre elenco tricolor

Ney Franco diz que nada mudou e que clima no elenco são-paulino é bom
AFP
Ney Franco diz que nada mudou e que clima no elenco são-paulino é bom

Bastaram três resultados ruins para que o clima no São Paulo ficasse pesado. Pior, as reações negativas de Ganso e Lúcio a recentes substituições colocam em xeque o comando de Ney Franco sobre o elenco. O técnico, no entanto, diz que nada mudou e que o grupo tricolor “está fechado”.

LEIA: Juvenal compara São Paulo ao Vaticano e não garante permanência de Ney Franco

“Nesse cargo de treinador a crítica é normal enquanto não tiver resultado dentro de campo. O grupo está fechado", disse Franco.

O São Paulo acumula dois resultados ruins pela Copa Libertadores, ambos diante do Arsenal de Sarandí. No Pacaembu, empate por 1 a 1. Na Argentina, a derrota por 2 a 1 deixou a equipe em situação complicada.

Mas a que chamou mais atenção foi a reação de Lúcio ao ser substituído no duelo da última quinta-feira. O zagueiro saiu de cara amarrada e, sem falar com o comandante, foi mais cedo para o vestiário. De lá foi para o ônibus do time e não assistiu ao final da partida.

E MAIS: Lúcio se diz surpreso com substituição, mas nega ambiente ruim no São Paulo

Na partida anterior, empate por 0 a 0 no domingo contra o Palmeiras pelo Paulistão, o meia Ganso havia ficado insatisfeito por ter de sair de campo. Tanto o camisa 8 quanto Lúcio, porém, negam que o clima esteja ruim no trabalho. Perguntado se considera o trabalho de Ney Franco à frente do São Paulo bom, o zagueiro disse acreditar que sim.

Líder do Estadual, o clube do Morumbi volta a jogar neste domingo, em casa contra o Oeste. Pela Libertadores, o próximo compromisso será somente no dia 4 de abril, em La Paz, diante do The Strongest.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.