Corinthians deslancha no fim e vence União Barbarense no Pacaembu

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Douglas, Jorge Henrique e Renato Augusto marcaram os gols do time de Tite, que chegou aos 21 pontos no Paulistão

Reforçados por Gil, Fábio Santos e Ralf – além de Paulinho e Renato Augusto, acionados no segundo tempo –, os reservas do Corinthians fizeram o que deles se esperava diante do fraco União Barbarense. Sem levar sustos, a equipe do Parque São Jorge triunfou por 3 a 0 no Pacaembu.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Djalma Vassão/Gazeta Press
Douglas comemora primeiro gol do Corinthians na vitória contra a União Barbarense

O Corinthians contou com boa atuação de Emerson e abriu o placar com Douglas, no início da etapa final. A vantagem foi mantida até os minutos finais, quando os donos da casa apertaram um pouquinho, perderam um pênalti e marcaram mais dois gols, com Jorge Henrique e Renato Augusto.

Leia mais: Santos supera o Guarani em reedição da final de 2012 e volta a liderar

O resultado deixou os comandados de Tite com 21 pontos e a quinta colocação provisória do Campeonato Paulista. A ideia, nos quatro jogos marcados antes do próximo compromisso naCopa Libertadores, é a consolidação entre os quatro primeiros. O Barbarense, com apenas seis pontos, é vice-lanterna.

Com Douglas centralizado na armação, o Corinthians deixou de jogar com meias abertos, como vem fazendo quando atuam Renato Augusto e Danilo. Eram Jorge Henrique e Romarinho que atuavam pelas beiradas, buscando espaço diante de um adversário fechado em um 3-6-1.

A área encontrada foi pela esquerda, o lado direito da defesa visitante. Fábio Santos aparecia constantemente com qualidade e, além de Douglas e Romarinho como opções, tinha a alternativa de trabalhar com Emerson. O Sheik estava escalado como centroavante, mas buscava com frequência a bola por ali.

Assim, sem levar sustos atrás, o Timão foi criando boas jogadas. Em uma delas, Romarinho abusou da fome, tentou cavar pênalti e ignorou Douglas. Em outra, foi a falta de fome que atrapalhou, com Fábio Santos tentando dar moral a Emerson com um passe forçado.

Mesmo rondando a área do Barbarense e conseguindo faltas e escanteios à exaustão, o campeão mundial não criou nenhuma oportunidade clara até o intervalo. Na etapa final, resolveu atacar pela direita e abriu o placar aos sete minutos, quando Jorge Henrique deu toque inteligente de calcanhar e Emerson serviu Douglas.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Poupado por Tite, Pato acompanha jogo com a namorada Barbara Berlusconi

O trio só não ampliou novamente em nova jogada pela direita, quatro minutos depois, porque Douglas errou a finalização. No lance, Emerson roubou a bola e viu Jorge Henrique pensar bem o passe que faria, deixando o camisa 10 em boa posição para marcar.

Ainda que sem pisar no acelerador, o Corinthians seguiu no ataque, criando oportunidades, a maioria das quais tinha a participação do Sheik. Com as entradas de Renato Augusto e Paulinho, aos 26, a equipe ganhou qualidade no passe e passou a atacar de maneira mais aguda.

Sem ser ameaçado em nenhum momento, o Timão perdeu a primeira oportunidade de matar de vez o jogo aos 40, em pênalti sofrido por Gil e perdido por Chicão. No minuto seguinte, Jorge Henrique ficou com sobra de jogada de Emerson e definiu a partida, chutando mal e contando com desvio. Já aos 45, Renato Augusto tocou por cima do goleiro Walter para fechar o placar.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 3 X 0 UNIÃO BARBARENSE

Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 16 de março de 2013, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa
Público: 19.359 pagantes
Renda: R$ 547.850,50
Cartões amarelos: Romarinho (Corinthians); Juliano, Alex, André Cunha (União Barbarense)
Gols: Douglas, aos sete minutos do segundo tempo, Jorge Henrique, aos 41 minutos do segundo tempo, e Renato Augusto, aos 45 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Julio Cesar; Edenílson, Chicão, Gil e Fábio Santos; Ralf, Guilherme (Paulinho), Jorge Henrique, Douglas (Giovanni) e Romarinho (Renato Augusto); Emerson
Técnico: Tite

UNIÃO BARBARENSE: Walter; Juliano, Camacho e Júnior Goiano; Alex, Cláudio Britto, Edilson Azul, André Cunha, Cleverson (Júlio) e Cesar; Cahiame (Dairo)
Técnico: Claudemir Peixoto

Leia tudo sobre: CorinthiansUnião Barbarenseigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas