Jogadores voltam ao trabalho após a discussão na atividade da manhã entre Ibson e Renato Santos

A discussão entre Ibson e Renato Santos ficou no passado. O segundo turno de treinamentos do Flamengo nesta sexta-feira ficou marcado pelo clima mais ameno entre todos os jogadores. As atividades tiveram a supervisão do técnico Dorival Júnior e não contaram com o lateral Léo Moura, o volante Cáceres e o atacante Rafinha.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O entrevero do período matutino teve início após Ibson não cumprir com a regra estabelecida por Dorival Júnior nos treinamentos. O meia invadiu o espaço dos adversários e gerou a reclamação em voz alta de Renato Santos. O camisa 7 se irritou facilmente com a postura de seu companheiro e engrossou o tom de sua voz após Alex Silva apoiar o defensor na discussão. O incidente, porém, já foi contornado e os envolvidos se juntaram em uma descontraída roda de conversas nesta tarde.

O jovem Rafinha acabou nem subindo ao gramado e teve a sua ausência sentida pelo ataque. O jogador se queixou de dores durante o período da manhã e fez só um tratamento médico durante o restante das movimentações. Os fisiologistas já detectaram o seu problema e garantiram que o atleta não se ausentará do jogo contra o Boavista, no sábado, 23, no Raulino de Oliveira.

Já Léo Moura e Cáceres realizaram uma atividade regenerativa na sala de musculação do clube. O lateral foi poupado pela comissão técnica e ganhou a companhia do volante paraguaio. Convocado para a seleção de seu país, o jogador viajará já neste fim de semana para se apresentar ao time nacional.

O Flamengo terá mais um treinamento neste sábado e ganhará folga durante o domingo. A partida de estreia na Taça Rio foi realizada na última quarta-feira, contra o Resende, no Engenhão. O time chegou a abrir dois gols de vantagem, mas vacilou no segundo tempo e saiu derrotado por 3 a 2.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.