Corinthians espera sinal de pais de Kevin para iniciar contato e oferecer ajuda

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Família de garoto ameaça processar o clube por, segundo advogado, patrocinar torcidas organizadas por trás da morte

Reprodução/Facebook
Kevin Douglas Beltran Espada, torcedor do San José morto por um torcedor do Corinthians

O Corinthians divulgou nota oficial nesta quinta-feira para justificar a atitude do clube de ainda não ter procurado a família do garoto Kevin Beltrán Espada após sua morte provocada pela ação de torcedores organizados corintianos.

Deixe seu comentário para esta notícia

Em matéria do jornal "Folha de S. Paulo", o advogado da família ameaça processar o Corinthians por considerá-lo responsável pela presença dos torcedores na partida contra o San José. "O clube financia torcedores, então há responsabilidade", afirmou Jorge Ustarez, tio do adolescente Kevin e advogado da família ao jornal.

Segundo o Corinthians, em respeito à dor da família, a diretoria preferiu esperar para iniciar as conversas e oferecer ajuda aos familiares do garoto. Antes do contato direto com os pais do garoto, o clube procurou o consulado brasileiro em Cochabamba, cidade onde moram os Beltrán, para que eles fizessem o convite à família de Kevin. 

"Houve inúmeras tentativas de influenciar nossa Justiça por meio da Chancelaria e até de um deputado. Mas, felizmente, nada funcionou", disse Ustarez ao jornal. 

Como medida para ajudar a família, a CBF anunciou amistoso contra a seleção da Bolívia em 6 de abril na cidade de Santa Cruz de la Sierra. A renda da partida será doada à família de Kevin. 

Leia a íntegra da nota oficial do Corinthians

"Não era intenção da diretoria do Corinthians tratar o contato com a família do jovem Kevin Beltrán Espada de forma pública.

Por entender a gravidade da situação e, principalmente, por respeito à memória do menino boliviano, o Corinthians entrou em contato com o Vice-Consulado Brasileiro em Cochabamba para que fizesse o convite formal de uma conversa entre a diretoria do clube e família Espada.

Após três contatos com o Vice-Consulado desde o início de março, o Corinthians recebeu da família de Kevin, na manhã da última quarta-feira (13), mais um pedido de tempo para falar com a diretoria corinthiana.

Em respeito ao luto da família, o Corinthians concordou com o novo adiamento e tinha como ideia não tratar o assunto publicamente.

Não é objetivo do clube fazer demagogia. Ação nenhuma vai desfazer o episódio de Ururo. Renda, jogo em homenagem, nada irá acabar com a dor da família.

Entretanto, o clube tem por vocação ser solidário com a família, nas necessidades dela e dentro daquilo que o Corinthians puder fazer.

Sem mais por hora, o Corinthians seguirá com respeito ao luto da família e aguardará o tempo que os Espada acharem necessário para estabelecer contato."

Leia tudo sobre: corinthiansigspkevin espadaorurosan josélibertadores 2013

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas