Meia deixou os treinamentos desta terça-feira carregado por seus colegas e foi encaminhado para uma clínica. Já Wellington Silva lesionou o calcâneo

As notícias desta terça-feira deixaram o técnico Abel Braga preocupado com relação ao futuro do Fluminense. Após exames realizados pelo departamento médico do clube, o meia Thiago Neves teve constatado um estiramento muscular moderado em sua panturrilha. Já o lateral Wellington Silva apresentou uma fratura no calcanhar esquerdo. Os dois atletas ainda não têm um prazo definido para as suas voltas aos gramados.

Thiago Neves deixa o treino do Fluminense carregado
Photocamera
Thiago Neves deixa o treino do Fluminense carregado

A informação de que a dupla havia se lesionado gravemente foi dada pelo médico Ricardo Olivero, em entrevista concedida nas Laranjeiras. Thiago Neves deixou os treinamentos desta terça-feira carregado por seus colegas e foi encaminhado para uma clínica. Os exames de imagem diagnosticaram o problema e já forçaram a equipe a organizar intensas sessões de fisioterapia para o armador.

Wellington Silva, por sua vez, precisou abandonar as atividades da última segunda-feira com um problema físico. Inicialmente, os médicos trabalhavam com a hipótese de o atleta ter sofrido uma torção. As fortes dores, contudo, levaram os fisiologistas a examinar o local mais detalhadamente. E o resultado foi decepcionante. O lateral teve uma fratura de calcâneo na região e está afastado por tempo indeterminado.

Os fisiologistas do Fluminense também precisarão acompanhar a evolução do zagueiro Anderson e do meia Deco nas próximas semanas. O defensor ainda se recupera de um estiramento muscular e não tem a sua participação confirmada na primeira rodada da Taça Rio, no próximo domingo, ante o Audax-RJ. Enquanto isso, o luso-brasileiro faz atividades na sala de musculação e tenta se livrar de um forte incômodo em seu joelho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.