Apesar de mais uma bela atuação, o treinador adotou postura semelhante à de logo após a goleada sobre o Flu: manteve os pés no chão

Vanderlei Luxemburgo comemora um dos gols do Grêmio na vitória diante do Caracas
Site oficial
Vanderlei Luxemburgo comemora um dos gols do Grêmio na vitória diante do Caracas

A colocação de reservas no Gre-Nal da Taça Piratini motivou críticas de alguns torcedores do Grêmio a Vanderlei Luxemburgo. No entanto, após a goleada de 4 a 1 sobre o Caracas , o técnico gremista ressaltou a importância de a equipe titular ter treinado nos últimos 15 dias para se preparar para o confronto que colocou o Tricolor na liderança do Grupo 8 da Libertadores.

"Nós tínhamos esperança que o jogo fosse dessa forma, por isso decidimos parar por 13 dias. A equipe teve saúde física e técnica dentro do jogo. Temos que correr alguns riscos ao tomarmos decisões, mas a resposta veio dentro do trabalho que nós fizemos. Estes dias foram importantes para dar equilíbrio físico ao time, dar base nas partes física, técnica e tática. Agora falta ritmo de jogo. Jogando o time cria conjunto, e a tendência é subir de produção", analisou Luxa.

Apesar de mais uma bela atuação do Grêmio, o treinador adotou postura semelhante à de logo após a goleada sobre o Flu: manteve os pés no chão. "Não me entusiasmo quando ganho nem fico triste quando perco. Ganhamos do Fluminense e hoje, mas isso não quer dizer que temos já o time ideal. Não adianta nada ganhar agora. Tenho é que preparar este time para ganhar lá na frente, para ganhar títulos. O Grêmio está no caminho e vai ganhar títulos importantes, pois o trabalho está sendo feito numa crescente", avaliou.

O gramado da Arena, criticado por Luxemburgo após a derrota para o Huachipato, recebeu elogios nesta terça. "Hoje saiu metida de bola, tabela, tudo isso em função do campo melhor", destacou o técnico, que quer unir no Grêmio a qualidade dos jogadores do atual elenco com o espírito guerreiro que sempre marcou o Tricolor Gaúcho: "não adianta um time jogar bonito sem ter a cara do Grêmio. Os que dizem que o Grêmio que ganhava era brucutu se enganam: era um time que tinha qualidade e ralava, e eles fizeram isso hoje. Temos que aliar jogadores técnicos à cultura do clube", finalizou o comandante.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.