Wallim Vasconcellos, Paulo Pelaipe e Dorival Júnior também acreditam que o Flamengo não precisa de reforços

A derrota de 2 a 0 para o Botafogo esquentou o clima no Flamengo. Além da eliminação na Taça Guanabara, o resultado significou o fim da invencibilidade que vinha desde 2012. O time passou a ser questionado após uma boa fase de classificação, mas a diretoria do Rubro-Negro não vê crise e não pensa em reforços.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

O vice-presidente de futebol Wallim Vasconcellos se reuniu com o diretor executivo de futebol, Paulo Pelaipe, e com o técnico Dorival Júnior um dia após a derrota. Após a conversa, ficou nítido o clima de desconforto gerado pelo mau resultado diante do Botafogo, clube que vem monopolizando com o Rurbo-Negro as decisões no estado.

Leia mais: Depois de 15 dias, Flamengo confirma renovação de Hernane

"Quando se perde não está tudo errado, assim como não está tudo certo quando se ganha. Perdemos o jogo para o Botafogo, que teve seus méritos. Começamos mal, levamos um gol no início, tentamos reagir no segundo tempo e o empate não chegou. Não devemos caçar bruxas pois isso não vai levar a nada", declarou o dirigente.

Dorival Júnior também mostrou tranquilidade. "Não vejo motivos para mudarmos o planejamento e vamos continuar trabalhando do jeito que estávamos fazendo. Somos profissionais e temos capacidade de inverter essa situação", afirmou o técnico.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.