Na América do Sul, o ex-jogador defendeu as cores de Peñarol-URU, River Plate-ARG e Nacional-URU

Luis Cubilla, ex-jogador uruguaio
Getty Images
Luis Cubilla, ex-jogador uruguaio

Faleceu, na noite deste domingo, aos 72 anos, o uruguaio Luis Cubilla, ex-jogador e treinador da seleção de seu país. Cubilla, que lutava contra um câncer gástrico há alguns anos, passou por cirurgia no último sábado à noite, na capital paraguaia, teve complicações e acabou não resistindo.

Na América do Sul, o ex-jogador defendeu as cores de Peñarol-URU, River Plate-ARG e Nacional-URU, e se tornou um dos grandes vencedores da Copa Libertadores. Dentro de campo, conquistou dois títulos da competição continental com o Peñarol e um com o Nacional. Em 1961, também foi campeão mundial pela equipe aurinegra.

Como treinador, Cubilla conseguiu um feito histórico. Tornou o Olímpia, do Paraguai, o primeiro time fora do eixo Argentina-Brasil-Uruguai a ganhar um título da Libertadores, em 1979. Pela equipe paraguaia, o treinador ainda venceria o título mundial - no mesmo ano da conquista inédita - e se sagraria tetracampeão continental, em 1990.

Com mais de 100 partidas disputadas pela seleção do Uruguai, Cubilla jogou as Copas do Mundo de 1962, 1970 e 1974.  Na função de treinador, ainda conquistou dez vezes o Campeonato Paraguaio (1978, 1979, 1980, 1982, 1988, 1989, 1995, 1997, 1998 e 1999), duas Recopas Sul-americanas (1990 e 2003), uma Copa Interamericana (1979), uma Supercopa Sul-americana (1990) e uma Copa Nehru (1990).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.