Pressão da torcida reaparece após as duas derrotas consecutivas da equipe para o Real Madrid e o tropeço diante do Milan

Barcelona: time perdeu dois clássicos seguidos para o Real Madrid
AP
Barcelona: time perdeu dois clássicos seguidos para o Real Madrid

A derrota diante do Milan pela Liga dos Campeões e os fracassos diante do rival Real Madrid acabaram com o clima de paz que reinava no Camp Nou nos últimos anos. A pressão da torcida e as críticas da imprensa espanhola reapareceram nos corredores do clube, mas para o presidente Sandro Rosell, estão exagerando com a má fase.

E para justificar a aparente tranquilidade com os maus resultados, o mandatário lembra que a prioridade do momento é torcer pela recuperação do técnico Tito Vilanova. O treinador passa por tratamento contra o câncer em Nova York e deu lugar ao auxiliar Jordi Roura. A possibilidade de demitir o comandante, porém, está fora de cogitação.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"A diretoria ratifica absolutamente que Tito Vilanova continua no comando até que possa retornar, seja quando for. Ele é nosso treinador e nada será modificado mesmo que todos os títulos da temporada sejam perdidos. Jamais pensamos em outro treinador. A prioridade é a recuperação de Tito", garantiu Rosell.

A saída provisória do treinador, inclusive, é apontada pelo presidente como um dos fatores decisivos para a queda de rendimento da equipe. O dirigente, no entanto, valoriza o trabalho feito por Roura ao assumir o cargo interinamente no meio da temporada.

"Não há nenhuma dúvida que o elenco sente falta de um líder. Os psicólogos esportivos dizem que 30 dias após a saída de um líder, é possível notar uma queda de rendimento. Digo isso pelas três partidas em que notamos uma baixa. Roura é um herói. Agradeço muito que ele tenha assumido o cargo e uma tarefa que não é dele", destacou.

Por mais que reconheça o momento conturbado do Barça, Rosell condenou a intensidade das críticas ao elenco blaugrana . "É exagerado o clima de pessimismo ao nosso redor. Continuamos em primeiro lugar no Campeonato Espanhol e podemos nos recuperar contra o Milan", sentenciou o mandatário catalão.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.