A Qatar Airways ocupará lugar de destaque na camisa catalã e substituirá a Qatar Foundatión a partir de 1º de julho

Barcelona terá um novo patrocínio na camisa
AP
Barcelona terá um novo patrocínio na camisa

O Barcelona passa por mudanças dentro e foras dos gramados. Se Tito Vilanova ainda briga para conciliar o seu trabalho com os seus problemas de saúde, a diretoria se movimenta para fazer novos investimentos e tornar a equipe cada vez mais forte nos bastidores. Nesta segunda-feira, o presidente Sandro Rosell se uniu a outros dirigentes e apresentou o novo patrocinador máster do clube: a Qatar Airways.

A empresa ocupará lugar de destaque na camisa catalã e substituirá a Qatar Foundatión a partir de 1º de julho. O acordo renderá 170 milhões de euros (cerca de R$ 438 milhões) para o Barcelona e dará sequência ao fundo de investimento organizado pelos dirigentes. A intenção é manter os cofres com uma reserva extra de dinheiro para efetuar novas contratações nas próximas janelas de transferências.

Após apresentar os novos investidores, Sandro Rosell abriu uma rodada de perguntas e assegurou aos torcedores que o Barcelona "vai muito bem". O time sofreu duras derrotas para Real Madrid (Copa do Rei e Campeonato Espanhol) e Milan (Liga dos Campeões) nos últimos dias. Os resultados adversos, contudo, não pautaram o seu discurso nesta segunda-feira. Ao invés de questionar o desempenho dentro de campo, o presidente procurou exaltar a força mantida por sua equipe nos bastidores do futebol mundial.

"A Qatar Airways deseja investir em nosso mercado e eles garantem que Barcelona é um dos destinos mais procurados, o que se traduzirá em benefícios para todos os cidadãos da Catalunha e em melhores serviços no aeroporto. O Barcelona vai muito bem, como sempre esteve, e voltará muito bem na próxima temporada com um novo patrocínio", disse Rosell, que, além de firmar acordo com os catarianos, também encerrou o contrato vigente com a Turkish Airlines.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.