Após clássico do respeito, Muricy usa semana para encaixar Montillo

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

"O Montillo daqui a pouco faz gol, porque é um jogador que aposta na jogada, não desiste, treina muito", disse o treinador do Santos

Flickr/Santos F.C.
Montillo treina no CT Rei Pelé

Aproveitado até mesmo como volante em alguns momentos do primeiro tempo do clássico contra o Corinthians, e ainda sem o entrosamento esperado com Neymar, Montillo ainda não rendeu vestindo a camisa 10 do Santos. Substituído por Felipe Anderson no "jogo do respeito" no Morumbi, o argentino segue em má fase, mas ganha atenção especial do técnico Muricy Ramalho pensando na próxima rodada do Campeonato Paulista.

Depois do empate contra o Corinthians, o Santos tem mais uma semana livre até o próximo domingo, quando visita o estádio Walter Ribeiro e encara o Atlético Sorocaba, primeiro time fora da zona de rebaixamento do Paulistão. Com reapresentação marcada para esta terça-feira pela manhã, a equipe será montada sem contar com seu principal jogador, que está suspenso, mas com o retorno de Renê Júnior.

"Pouco a pouco ele adquire confiança. Em clássico como esse você ganha um, perde um, empata outro, futebol é assim. O Montillo daqui a pouco faz gol, porque é um jogador que aposta na jogada, não desiste, treina muito. Daqui a pouco ele se entende com o Neymar. Na hora certa, aquela de buscar a classificação, para começar o campeonato pegado mesmo, aí eles se entendem", torce Muricy Ramalho, ampliando a confiança ao argentino.

Muricy já teve discurso semelhante nas primeiras rodadas do Paulistão de 2013, quando decidiu dar mais oportunidades a André no comando de ataque. Pela pressão da torcida e a boa fase do argentino Miralles, tirou o primeiro do time em favor do segundo, que acabou se lesionando e ‘devolvendo’ o espaço entre os 11 iniciais. Com Montillo, a ideia é seguir dando chances ao jogador mais caro da história do Santos.

"O Montillo será importante para a equipe e vai encaixar, é uma questão de tempo", explica Muricy, antes de completar, revelando suas expectativas para a próxima rodada, quando não contará com o suspenso Neymar: "Ele faz muita falta, a gente sabe disso, mas aconteceu o cartão amarelo, ele reconheceu o erro, eu também achei que não foi pênalti. Tem que cumprir a punição, treinar, esperar o outro jogo, mas vai ter que ter paciência nas próximas vezes".

Leia tudo sobre: SantosMontilloigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas