Técnico do Flamengo diz que derrota para o Botafogo não vai mudar planejamento do clube

Os botafoguenses Fellype Gabriel e Marcelo Mattos marcam Rodolfo, do Flamengo
Gazeta Press
Os botafoguenses Fellype Gabriel e Marcelo Mattos marcam Rodolfo, do Flamengo

Após a derrota para o Botafogo, por 2 a 0, neste domingo, pela semifinal da Taça Guanabara, o técnico do Flamengo, Dorival Júnior, lamentou o resultado e analisou a atuação do seu time, afirmando que o gol sofrido no início foi determinante para o revés no Engenhão e a eliminação do primeiro turno.

Deixe seu comentário para esta notícia

"É difícil aceitar. Não tivemos uma grande tarde. Sempre fomos uma equipe muito rápida na troca de passes, mas perdemos essa dinâmica. Teve o gol logo aos 50 segundos de jogo... Mas fizemos tudo o que estava ao nosso alcance. Futebol é assim", comentou o treinador.

De acordo com o comandante da Gávea, o trabalho dos seus jogadores, no entanto, precisa ser mantido. "Não vejo a necessidade de uma mudança. Continuamos da mesma maneira, conscientes de que muitas coisas precisam ficar melhores. Temos que tirar lição disso", receitou Dorival Júnior.

Fora da decisão, disputada por Vasco da Gama e o próprio Fogão, o Flamengo volta a campo pelo Carioca apenas no próximo dia 17, contra o Resende, em casa. Segundo Dorival Júnior, a "capacidade" precisa ser mantida. "Temos a obrigação de chegarmos no segundo turno com a mesma capacidade", finalizou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.