Zagueiro foi para o ataque no final do jogo e marcou o gol da vitória sobre o Fluminense

Além de marcar Fred, Dedé deu uma de atacante e marcou o gol da vitória vascaína
Carlos Moraes / Agência O Dia
Além de marcar Fred, Dedé deu uma de atacante e marcou o gol da vitória vascaína

Um empate bastava ao Vasco para se classificar para a final da Taça Guanabara. Mas Dedé queria mais. Com 2 a 2 no placar, o técnico Gaúcho pediu ao zagueiro para não subir, mas o capitão foi à frente e selou a vitória sobre o Fluminense que serviu como prova de força do time na opinião do jogador.

"Falaram que éramos a quarta força do Rio de Janeiro. Hoje, pelo menos no primeiro turno, não somos mais. E estamos brigando para sermos a primeira força", avisou Dedé, eufórico com o emocionante clássico no Engenhão na noite deste sábado. E feliz proque cumpriu o que disse a Gaúcho quando o ‘desobedeceu’: "Deixa comigo".

Para atingir a condição de finalista do turno, o Vasco mostrou até superação neste sábado, já que abriu o placar, levou a virada em dois minutos e depois marcou dois gols. "Esperamos ter o mesmo entrosamento e a mesma força na final", comentou Dedé.

O zagueiro foi um dos destaques do clássico, desarmando e acionando contra-ataques como em seus bons momentos de 2011, até marcando gol. Mas não aceita a condição de herói. "Nunca teve ninguém falando individualmente aqui no Vasco. Sempre foi o grupo", discursou o capitão.

A equipe cruz-maltina agora só espera pela definição de seu adversário na final da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca, no dia 10 - Flamengo e Botafogo se enfrentam neste domingo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.