Estreia do Palmeiras longe de casa não rendeu bom resultado e goleiro apontou as falhas que levaram à derrota para o Libertad

A falta de experiência em Libertadores do atual elenco e até de Gilson Kleina foi uma das principais preocupações do Palmeiras para enfrentar o Libertad nesta quinta-feira, em Assunção. Mas Fernando Prass deixou o jogo após a derrota por 2 a 0 culpando, na verdade, erros que podem ocorrer em qualquer competição.

Deixe seu comentário para esta notícia

"Claro que tem uma parcela de desatenção, mas foram dois gols de cabeça, então tem uma falha neste quesito", definiu o goleiro, jogador mais experiente da equipe e que foi superado após cabeçadas de Velázquez e Pedro Benítez, ambos desmarcados.

"Não é falta de experiência em Libertadores. Poderia ser contra o Corinthians, contra o São Paulo. Foi contra o Libertad", prosseguiu o experiente Fernando Prass, antecipando um discurso de mais cuidado dos colegas nos próximos compromissos.

As jogadas que resultaram em bolas nas redes defendidas pelo arqueiro do Verdão foram só algumas das muitas criadas pelos anfitriões no estádio Nicolás Leoz. Defensivamente, o Palmeiras não encontrou a melhor maneira de marcar o rápido ataque do Libertad e Prass ainda evitou derrota maior.

Agora o Palmeiras terá o fim de semana sem compromissos para repensar no jogo desta quinta-feira e se preparar para um confronto também complicado pela Libertadores. Na quarta-feira, a equipe visita na Argentina o Tigre, clube que precisa da vitória para não se complicar no torneio continental.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.