Aliviados, Ceni e Luis Fabiano celebram artilharia na Libertadores

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Com gol marcado contra o Strongest, atacante são-paulino iguala marca do goleiro na competição

Dois grandes ídolos do São Paulo Futebol Clube, Rogério Ceni e Luis Fabiano também ocupam o posto de maiores artilheiros do clube na história da Copa Libertadores da América. Nesta quinta-feira, o Fabuloso insistiu e foi premiado com o gol da vitória sofrida diante do Strongest, da Bolívia, garantindo os primeiros três pontos no grupo 3 da competição internacional e igualando a marca artilheira do goleiro.

Apagado, mas com sorte, São Paulo evita desastre e vence o Strongest no Morumbi

Agora o camisa 9 tem 12 gols em apenas duas edições de Libertadores disputadas, mesmo número atingido pelo capitão de 2004 a 2010 e na atual edição. Em 2013, já são quatro tentos do centroavante, artilheiro isolado da competição.

Veja as fotos dos jogos da noite de quinta-feira pela Libertadores:

Jogadores de São Paulo e Strongest respeitam um minuto de silêncio pela morte de Kevin Espada, garoto de 14 anos morto durante San José e . Foto: Gazeta PressTorcida do Strongest homenageia Kevin Beltrán em jogo no Morumbi. Foto: Gazeta PressOsvaldo é derrubado por zagueiro boliviano logo no início do jogo. Foto: Gazeta PressBarrera comemora o gol do Strongest, o primeiro na partida do Morumbi. Foto: Gazeta PressOsvaldo comemora o gol de empate do São Paulo no final do primeiro tempo. Foto: Gazeta PressLuis Fabiano disputa lance com o goleiro Vaca durante a partida entre São Paulo e The Strongest no Morumbi. Foto: Gazeta PressWesley em lance da partida entre Palmeiras e Libertad em Assunção. Foto: APJogadores do Palmeiras lamentam derrota no Paraguai. Foto: APVinícius até tentou, mas não conseguiu marcar contra a boa defesa do Libertad. Foto: APPedro Benítez comemora o segundo gol do jogo contra o Palmeiras. Foto: AP

"Conseguimos empatar no final do primeiro tempo e tivemos todo o segundo para tentar criar. Felizmente conseguimos marcar o gol e sair com uma vitória muito sofrida. O Rogério tem muita história, muitos gols e foi campeão várias vezes. Fico feliz por fazer o gol e igualar um grande mito", comemorou Luis Fabiano à Fox Sports, poucos minutos após receber passe de Paulo Henrique Ganso e decidir a partida.

O goleiro-artilheiro não poupou elogios ao ‘matador’ e projetou uma trajetória de sucesso para o atacante na Libertadores. Destacando o empenho dos companheiros diante do surpreendente The Strongest, Rogério Ceni vibrou com o resultado conquistado diante de mais de 30 mil são-paulinos."Tenho certeza que ele fará igual em 2004. Vai fazer oito gols e ser muito feliz. Eles surpreenderam na parte tática e nós ficamos nervosos com o gol sofrido. Mudamos o ritmo, aceleramos demais e erramos muitos passes. Não tem mais bobo. Pela circunstância, foi um ótimo resultado", ressaltou o camisa 1.

Pouco tempo após o gol da virada sobre os bolivianos, Rogério Ceni deu um susto na torcida e na comissão técnica ao reclamar de dores musculares. Ney Franco já havia feito as três alterações e os bolivianos partiam para cima em busca do empate. Ao final da partida, o capitão minimizou a lesão e espera estar 100%, no máximo, contra o Arsenal-ARG na quinta-feira.

"Ontem eu nem treinei porque o adutor estava puxando. Deixei de treinar faltas e pênaltis, mas é só cuidar com paciência para ver se jogo no domingo (Penapolense) ou na quinta-feira", tranquilizou o Mito que, mesmo sem treinar faltas, quase abriu o placar no primeiro minuto de jogo em cobrança precisa.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas