Volante vascaíno não leva em conta a vantagem pelo empate na semi da Guanabara e elogiou o Fluminense, atual campeão brasileiro

Wendel não tem mais esperanças de levar a taça
Divulgação
Wendel não tem mais esperanças de levar a taça

Jogar com a vantagem do empate na semifinal da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca, não faz do Vasco o favorito no clássico contra o Fluminense, no próximo sábado, às 18h30 (de Brasília), no Engenhão. A opinião é do volante Wendel, que considera o Tricolor o favorito para o confronto.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Wendel atribui o favoritismo do Flu à força do elenco de Abel Braga, atual campeão carioca e brasileiro. O grande trunfo cruz-maltino pode ser o desgaste dos jogadores tricolores, que estão no Chile, onde encaram o Huachipato, nesta quarta-feira, às 22 horas (de Brasília).

"Não é uma grande vantagem. É um clássico, uma semifinal de Taça Guanabara. O Fluminense é uma equipe perigosa, tem Fred, Thiago Neves, Deco, Wellington Nem. Acho que está 51% para o Fluminense e 49% para o Vasco. Eles são os favoritos, mas vamos tentar chegar na decisão. Vocês podem interprestar como um pensamento negativo, mas acho que eles estão mais bem preparados", disse o volante, em entrevista coletiva. No primeiro turno do Carioca, o Vasco vencia o Fluminense até os últimos minutos da partida, quando sofreu o gol de empate. Caso o resultado se repita, o Gigante da Colina se classificará para a final.

"É um adversário forte, perigoso, o atual campeão brasileiro e que disputa a Libertadores. Temos o empate a nosso favor, mas isso é para tentar usar apenas no final do jogo, se for o caso. Vai ser difícil, vamos nos espelhar no 1 a 1. Acho que em termos táticos foi um das melhores partidas nossas. Contra o Flamengo erramos bastante e eles fizeram os gols (4 a 2)", completou Wendel.

Elenco trabalhou nesta manhã

Na manhã desta terça-feira, somente os goleiros Alessandro e Diogo treinaram em São Januário. Quem foi titular na vitória sobre o Duque de Caxias, por 2 a 1, no último domingo, fez um trabalho regenerativo na academia do clube.

Os reservas trabalharam no Cefan, e a baixa do dia ficou por conta do equatoriano Tenorio. O atacante, que desfalcou o time na última partida, voltou a sentir dores na panturrilha esquerda durante uma corrida e virou dúvida para o clássico.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.