Volante do Palmeiras exaltou a entrega e dedicação da equipe antes da partida diante do Libertad, pela Libertadores

Marcelo Oliveira (à esq.) treina com o grupo do Palmeiras
Gazeta Press
Marcelo Oliveira (à esq.) treina com o grupo do Palmeiras

Após perder do Penapolense, quando ainda tinha Barcos em campo, o Palmeiras encontrou uma forma de jogar que o tornou mais forte. De acordo com os jogadores e Gilson Kleina, a explicação é a humildade em campo. Arma que será usada nesta quinta-feira, diante do Libertad, em Assunção, pela Libertadores.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"O grupo está bem fechado. Quando chegamos, ouvimos muita coisa pela dificuldade do momento do Palmeiras, mas, para sair desta situação, só se unindo e ouvindo o que o Gilson passa. Nos jogos, temos humildade, marcamos muito, jogamos com raça. E as vitórias vêm acontecendo", celebrou Marcelo Oliveira.

Leia mais:  Após estrear fazendo pênalti, Marcelo Oliveira se cobra por expulsão

Desde a derrota para a Penapolense, única do time no ano, foram quatro vitórias e três empates. Após a negociação de Barcos e a chegada de quatro atletas com perfil de esforço em nome do grupo, ocorreram duas igualdades e dois triunfos, além da ratificação do clube em quinto lugar no Paulista, a três pontos do líder São Paulo, que tem um jogo a menos.

No Paraguai, humildade significará comemorar três pontos independentemente do placar. "Temos vontade, dedicação, e jogamos com muita humildade. Não vamos sair atacando igual loucos na casa deles porque pode ser perigoso. Se tiver que jogar por uma bola, vamos jogar. Para nós, ganhar por 1 a 0 está excelente", ratificou Marcelo Oliveira.

Outro segredo, nas palavras do volante improvisado na lateral esquerda, é não escolher campeonatos. "Todo jogo nosso é decisivo, independentemente de ser no Paulista e na Libertadores. Não tem nenhum jogo em que podemos dar uma respirada, os dois campeonatos são muito difíceis."

Há respeito, mas não temor do Libertad, que começou a Libertadores vencendo o Tigre na Argentina. "Sabemos das dificuldades, estrearam ganhando fora e vão vir bem empolgados, com apoio da torcida. Sabemos que teremos dificuldades, mas estamos bem preparados", reiterou Marcelo Oliveira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.