Justiça ordena perícia que pode gerar demolição de obras no Palestra Itália

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Ministério Público questiona se a obra se trata de uma reforma ou construção de novo estádio. Alvará obtido pelo Palmeiras é de reforma

A WTorre, empreendedora responsável pela reforma no Palestra Itália, planeja promover a reabertura do estádio até outubro, mas um novo empecilho apareceu nesta segunda-feira. Foi publicada no Diário Oficial a decisão da 2ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo para uma perícia que pode determinar não só a paralisação, mas até a demolição das obras.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O Ministério Público questiona principalmente se a obra é uma reforma ou a construção de um novo estádio. O alvará obtido pelo Palmeiras é de reforma, e por isso foi impossível demolir as arquibancadas da entrada da rua Francisco Matarazzo. Este é ponto que pode gerar a demolição do que já foi feito em quase três anos.

Foto aérea do Allianz Parque, novo estádio do Palmeiras, em julho de 2013. Foto: DivulgaçãoFoto aérea da obra do Allianz Parque, novo estádio do Palmeiras, em julho de 2013. Foto: DivulgaçãoCom 66% de conclusão, nova arena do Palmeiras já ganha "cara de estádio" e tem camarote decorado. Foto: Pedro Taveira/iGCom 66% de conclusão, nova arena do Palmeiras já ganha "cara de estádio" e tem camarote decorado. Foto: Pedro Taveira/iGCom 66% de conclusão, nova arena do Palmeiras já ganha "cara de estádio" e tem camarote decorado. Foto: Pedro Taveira/iGCom 66% de conclusão, nova arena do Palmeiras já ganha "cara de estádio" e tem camarote decorado. Foto: Pedro Taveira/iGCom 66% de conclusão, nova arena do Palmeiras já ganha "cara de estádio" e tem camarote decorado. Foto: Pedro Taveira/iGCom 66% de conclusão, nova arena do Palmeiras já ganha "cara de estádio" e tem camarote decorado. Foto: Pedro Taveira/iGCom 66% de conclusão, nova arena do Palmeiras já ganha "cara de estádio" e tem camarote decorado. Foto: Pedro Taveira/iGCom 66% de conclusão, nova arena do Palmeiras já ganha "cara de estádio" e tem camarote decorado. Foto: Pedro Taveira/iGCom 66% de conclusão, nova arena do Palmeiras já ganha "cara de estádio" e tem camarote decorado. Foto: Pedro Taveira/iGCom 66% de conclusão, nova arena do Palmeiras já ganha "cara de estádio" e tem camarote decorado. Foto: Pedro Taveira/iGCom 66% de conclusão, nova arena do Palmeiras já ganha "cara de estádio" e tem camarote decorado. Foto: Pedro Taveira/iGCom 66% de conclusão, nova arena do Palmeiras já ganha "cara de estádio" e tem camarote decorado. Foto: Pedro Taveira/iGCom 66% de conclusão, nova arena do Palmeiras já ganha "cara de estádio" e tem camarote decorado. Foto: Pedro Taveira/iGBombeiros foram acionados para socorrer funcionários na Arena Palestra após desabamento de parte da arquibancada. Foto: Futura PressArena Palestra. Foto: DivulgaçãoA primeira treliça da cobertura da Arena Palestra foi instalada no dia 31 de outubro. Foto: João Pontes/iGCada treliça pesa cerca de 160 toneladas. Foto: João Pontes/iGA primeira treliça da cobertura da Arena Palestra foi instalada no dia 31 de outubro. Foto: DivulgaçãoCada treliça pesa cerca de 160 toneladas. Foto: DivulgaçãoA cobertura do estádio do Palmeiras deve ficar pronta em maio de 2013. Foto: DivulgaçãoO antigo Palestra Itália foi fechado ainda em 2010 para o começo das obras. Foto: Divulgação / PalmeirasO primeiro passo foi demolir uma parte do estádio antigo. Foto: Divulgação / PalmeirasNem o lugar onde ficava a "turma do amendoim" ficou de pé. Foto: Guilherme Tosetto, iG São PauloPor exigência da prefeitura, contudo, o anel da arquibancada não pôde ser posto abaixo. Foto: Divulgação / PalmeirasUmas das fundações para as novas arquibancadas é colocada . Foto: Divulgação / PalmeirasNo início, o Palmeiras até tentou candidatar o futuro estádio a ser umas das sedes da Copa do Mundo, mas a ideia acabou descartada. Foto: Divulgação / PalmeirasAlém do estádio em si, a Wtorre se comprometeu a construir um prrédio administrativo (f) e um multiuso. Foto: Guilherme Tosetto, iG São PauloEx-goleiro Marcos admira a maquete do novo estádio do Palmeiras. Foto: Gazeta PressAinda em 2011, o primeiro pilar das novas arquibancadas foi erguido. Foto: Divulgação / PalmeirasO campo do estádio palmeirense virou um enorme canteiro de obras. Foto: Divulgação / PalmeirasEm fevereiro, vários pilares já estavam erguidos. Foto: Divulgação / PalmeirasVista de bloco de escadas da Arena Palestra. Foto: Divulgação / PalmeirasOs operários trabalham na obra de segunda a sábado, em horário comercial. Foto: Divulgação / PalmeirasEsqueleto da arquibancada recebe os primeiros degraus. Foto: Divulgação / PalmeirasParte, prevista da obra, um prédio multiuso do Palmeiras já foi entregue. Foto: Divulgação / PalmeirasPara lembrar do antigo Palestra Itália, a diretoria anunciou a venda de réplicas em escala do estádio. Foto: PalmeirasVista externa do anel antigo da arquibancada, que não pode ser demolido. Foto: Divulgação / Palmeiras

Existem questionamentos ainda sobre o alvará concedido, já que o documento saiu em 2002 e não houve obras no período de um ano, validade da permissão. Questionam-se também as notas de alterações que o clube diz ter feito até 2008 - há dúvidas sobre as garantias de que elas são verdadeiras.

A Justiça deu um prazo de 45 dias para a conclusão da perícia na análise de 20 pontos que precisam de esclarecimentos, como o impacto ambiental na região do Palestra Itália, danos à vizinhança e ao trânsito no entorno. O prazo começa a ser contado nesta segunda-feira.

A WTorre resolveu não se manifestar sobre o caso porque a decisão do Juiz Marcelo Sérgio em relação à perícia é de agosto de 2012 - por duas vezes, o pedido do Ministério Público para paralisação das obras foi rejeitado. O departamento jurídico do Palmeiras, por sua vez, está certo de que não haverá problemas.

*Com Gazeta

Leia tudo sobre: palmeiraspalestra itália

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas