Barcelona pega Real Madrid com possível marca de Messi e chance de Kaká titular

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Se fizer um gol na partida de volta da semifinal da Copa do Rei, argentino se iguala a Di Stefano como maior artilheiro do clássico. Jogo de ida foi 1 a 1

AP
Kaká pode ser titular pelo Real Madrid

Praticamente fora da disputa do título do Campeonato Espanhol, o Real Madrid tirou o foco da nacional e passou a valorizar as outras competições. Assim, a partida no Camp Nou nesta terça-feira, às 17 horas (de Brasília), contra o Barcelona, ganhou ainda mais importância além do tradicional efeito da rivalidade: a partida vale a ida dos merengues à final da Copa do Rei.

Quem leva a melhor no duelo entre Barcelona e Real Madrid? Opine

Um empate por 0 a 0 favorece aos catalães, já que a primeira partida, disputada no estádio Santiago Bernabéu, terminou com empate por 1 a 1. A repetição do placar leva aos pênaltis enquanto um empate com mais gols marcados dá a vitória ao Real Madrid. No entanto, o retrospecto mostra que o empate do jogo de ida não deve ser um motivo de preocupação especial: um clássico entre os dois não termina sem gols desde novembro de 2002.

Para isso, o técnico José Mourinho pode apostar na entrada de Kaká. O brasileiro foi titular na última rodada do Campeonato Espanhol e se destacou na vitória por 2 a 1 sobre o Deportivo la Coruña, marcando um gol e tendo participação decisiva no outro. O camisa 8 disputa uma vaga no time titular com o argentino Di María. Autor do segundo gol da vitória, o também argentino Gonzalo Higuaín vem mostrando empenho nos treinamentos e pode desbancar o francês Karim Benzema no comando de ataque.

O Barça tem a conquista do Campeonato Espanhol, que seria a quarta nos últimos cinco anos, bem encaminhada. Com 68 pontos, a equipe lidera com 12 a mais do que o Atlético de Madri e 16 a mais do que o próprio Real Madrid. No entanto, a equipe está em situação difícil na Liga dos Campeões, precisando reverter uma derrota por 2 a 0 para o Milan para avançar. Os catalães decidem a vaga nas quartas de final atuando em casa, enquanto o Real Madrid vai visitar o Manchester United depois de empatar por 1 a 1 no jogo de ida.

Os dados do Barcelona na temporada indicam que a equipe não pode se apoiar na possibilidade de empatar por 0 a 0 na Copa do Rei. Em contraste com o avassalador ataque que marcou 115 gols em 39 jogos na temporada, a defesa só não fui superada em 10 partidas, sofrendo 42 gols, apenas seis a menos do que em toda a temporada passada.

AP
Messi: se fizer pelo menos um gol contra o Real Madrid, argentino alcança marca de Di Stefano

Com a instabilidade do setor defensivo, o Barça foca em Lionel Messi. Em grande forma, o argentino marcou 49 gols em 38 gols nesta temporada e vem mantendo em 2012/13 a melhor média de gols de sua carreira e pode bater mais um recorde no jogo: caso balance as redes pelo menos uma vez, o camisa 10 catalão irá igualar ao compatriota Di Stefano, que marcou 18 gols pelos merengues e é o maior artilheiro da história do clássico.

El Clásico chega com o clima ainda mais quente por conta de uma polêmica em relação à arbitragem. Jordi Roura, que comanda o Barça na ausência do técnico Tito Vilanova, criticou o árbitro da partida, citando a final da Copa do Rei de 2010/11, vencida pelo Real Madrid.

"Com Undiano nossos números são piores do que com outros árbitros, nossa única derrota no Campeonato Espanhol foi com ele apitando. Lembramos de como ele foi permissivo na final da Copa do Rei de 2011. O melhor que pode acontecer é que ele passe despercebido no jogo", declarou o espanhol.

A cena representa uma inversão no discurso entre os dois maiores times espanhóis: nos últimos anos, o merengue José Mourinho ficou marcado pelas constantes críticas à arbitragem, sempre criticadas pelo Barcelona. O português não perdeu a chance de ironizar as afirmações de Roura.

"Prefiro seguir as lições que o Barcelona nos passou no ano passado. Lições de esportividade, de não pressionar o árbitro, de não cercá-lo, de não simular cartões para os adversários e, é claro, de como jogar futebol, que eles fazem muito bem", rebateu o treinador.

FICHA TÉCNICA - BARCELONA X REAL MADRID
Local: Estádio Camp Nou, em Barcelona (Espanha) 
Data: 26 de fevereiro de 2013, terça-feira 
Horário: 17 horas (de Brasília) 
Árbitro: Alberto Undiano Mallenco (Espanha)

BARCELONA: José Pinto; Daniel Alves, Carles Puyol, Gerard Piqué e Jordi Alba; Sergio Busquets, Xavi e Cesc Fabregas; Iniesta, Lionel Messi e Pedro
Técnico: Jordi Roura

REAL MADRID: Diego López; Arbela, Sergio Ramos, Raphael Varane e Fábio Coentrão; Sami Khedira, Xabi Alonso, Di María (Kaká), Ozil e Cristiano Ronaldo; Benzema (Higuaín)
Técnico: José Mourinho

*Com Gazeta

Leia tudo sobre: Futebol MundialEspanhaBarcelonaReal Madrid

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas