Lateral direito é beneficiado pela expulsão de Artur no último jogo e terá a chance de mostrar serviço pelo novo clube na próxima rodada do Paulistão

Tiago Cametá, lateral da Ponte Preta
Site oficial
Tiago Cametá, lateral da Ponte Preta

A lateral direita é uma posição de destaque na Ponte Preta. Cicinho iniciou a sua passagem pelo clube no setor e hoje figura como um dos principais armadores alvinegros. Já Artur vem apresentando atuações regulares e levou a torcida ao delírio após causar a expulsão de Neymar, na vitória por 3 a 1 sobre o Santos no último domingo. Agora, Tiago Cametá quer seguir o sucesso dos titulares para conquistar a torcida logo em sua estreia.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Assim como Neymar, Artur levou o cartão vermelho na última rodada e será desfalque para o técnico Guto Ferreira no jogo contra o São Bernardo, no Moisés Lucarelli. Como o treinador tem o interesse de manter Cicinho improvisado na criação das jogadas, Tiago Cametá, de 20 anos, finalmente ficou à disposição para fazer o seu primeiro jogo com a camisa do time de Campinas.

"Todo jogador quer conquistar a torcida e comigo não é diferente. O Artur e o Cicinho são grandes jogadores, mas se o professor optar por mim, espero fazer uma grande partida e ajudar o time a se manter na liderança", disse o atleta, que ainda se apresentou com as mesmas características demonstradas por Cicinho no Moisés Lucarelli.

"Tenho como característica mais forte o ataque, de ir para cima. Sou um pouco parecido com a do Cicinho, com velocidade e vontade dentro de campo. E se o professor optar pela minha escalação, eu vou me empenhar ao máximo. Nos treinamentos tenho caprichado na parte defensiva para me encaixar na estrutura tática do time", completou Cametá, contratado do Remo no início deste ano.

A partida contra o São Bernardo será mais uma oportunidade para a Ponte Preta manter a sua vantagem na liderança do Paulistão. O clube aparece com 18 pontos - dois a mais que o vice-líder São Paulo - e conta com o favoritismo de quem receberá o lanterna da competição em seus próprios domínios. Mas, para o atleta, a Macaca não poderá abrir espaços para o rival deste final de semana.

"Jogar contra o lanterna é sempre complicado. O último colocado sempre quer ganhar para subir na competição. Eles devem vir fechados e jogando no contra-ataque, o que deixa menos espaço para nós jogarmos. Mas tenho certeza que a equipe vai se empenhar ao máximo, independente de quem entrar, para sair com a vitória", finalizou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.